Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle

Ação contra pesca predatória

April 1, 2017

 

Uma ação de fiscalização contra a pesca predatória foi deflagrada na manhã de ontem (31) na Reserva Extrativista de Itaipu (Resex), em Niterói. Fiscais do Parque Estadual da Serra da Tiririca e da Resex, administrados pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), atuaram em conjunto com a 6ª e 7ª Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) para coibir a prática na área, que é preservada ambientalmente.

 

Durante a operação, a embarcação Estrela do Horizonte V foi flagrada praticando a pesca com rede de cerco, o que é proibido. Policiais e fiscais do Inea abordaram o barco e conduziram o comandante para a 77ª DP, em Icaraí. Lá, ele entrou em contato com o proprietário da embarcação, que também compareceu à delegacia. Os dois foram autuados pela prática ilegal.

 

Cerca de 30kg de pescado e o barco utilizado para a pesca foram apreendidos pela 7ª Unidade de Polícia Marítima e Fluvial.

 

As embarcações de pesca industrial já vinham sendo previamente monitoradas por terra, com o objetivo de caracterizar a prática ilegal e acionar a polícia marítima. Esta é umas das estratégias adotadas pela administração da reserva para o combate à pesca ilegal, que está sendo intensificada.

 

A Resex de Itaipu abrange a faixa marítima de aproximadamente quatro quilômetros na orla das praias de Piratininga, Camboinhas, Itaipu e Itacoatiara, em Niterói, Região Metropolitana do Rio.

 

Fonte e foto: INEA

Please reload

Leia também:
Please reload