Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle

Globo perde a credibilidade

April 28, 2017

 

O jornalismo da Tv Globo se destituiu de sua credibilidade para cobrir e analisar a greve geral ao por no ar o Jornal Nacional de quinta-feira (27) sem fazer qualquer menção à paralisação. Claramente a emissora optou por tentar esvaziar o movimento ao omiti-lo de seu noticiário, mostrando com isso que o instinto de manipulação política de seus dirigentes está acima de qualquer critério jornalístico.

O comportamento da emissora está sendo alvo de críticas e questionamentos de um grande número de jornalistas e de reconhecidas instituições de imprensa. O Comunique-se - respeitado portal de comunicação, que realiza o mais impirtante prêmio anual de jornalismo da atualidade, já vencido, por sinal, em diversas ocasiões por profissionais das organizações Globo - reagiu em matéria que o Toda Palavra reproduz abaixo.

Entre vários profissionais de imprensa ouvidos pelo TODA PALAVRA, há um consenso de que a Tv Globo, diante do comportamento registrado na quinta-feira, perdeu a credibilidade em relação à cobertura da greve geral. Leia, a seguir, a matéria do Comunique-se:

 

Telejornal de maior audiência do país, edição do Jornal Nacional teve mais de 38 minutos de duração, mas não abordou a realização da greve geral

“Nasa divulga imagens inéditas de Saturno”. “Sexta-feira será de temperaturas baixas no Sul e Sudeste”. “Prêmio de R$ 101 milhões da Mega-Sena sai para Jaciara”. “Milhares de crianças e adolescentes que vivem em abrigos têm família”. O que esses temas têm em comum? Todos foram noticiados pela edição de quinta-feira, 27, do Jornal Nacional. Por outro lado, a chamada greve geral programada para esta sexta – e que afeta a circulação do transporte público em diversas cidades – foi ignorado pelo noticiário da TV Globo que tem William Bonner como editor-chefe (além de apresentador).

O Jornal Nacional pré-greve geral do país teve mais de 38 minutos de duração. A pauta sobre a divulgação da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, ocupou 22 segundos, sendo uma “nota coberta” lida pela âncora Renata Vasconcellos. O tradicional quadro da previsão do tempo comandado por Maria Júlia Coutinho teve duração de 2’04’’. O assunto sobre o bolão feito em cidade do interior de Mato Grosso, que ganhou a Mega-Sena, mereceu 1’46’’ do tempo do noticiário, com reportagem de Guto Abranches, da TV Centro América, afiliada local da Rede Globo. Com caráter especial e “frio” [jargão jornalístico para assuntos que não são os principais acontecimentos do dia], o conteúdo sobre crianças que moram em abrigos teve 6’43’’ de duração.

O fato de o Jornal Nacional ignorar a greve geral desta sexta provocou criticas de internautas, que usaram as redes sociais para falar sobre a decisão editorial do noticiário. No Twitter, a decisão do telejornal – em não abordar as realizações dos atos contra projetos defendidos pelo governo federal – está em discussão até o fim desta manhã. Parte do público do microblog ironizou a falta de informações sobre o tema no programa produzido pela TV Globo. “Aguardando o Jornal Nacional explicar a greve, que ontem à noite nem sequer existiria hoje!”, pontuou um dos usuários da plataforma. “A pauta do Jornal Nacional de hoje deverá ser o ‘crescimento econômico’”, ironizou outro.

Greve geral: jornalistas criticam o Jornal Nacional

A postura do noticiário também foi analisada por profissionais da própria imprensa. A jornalista mineira Débora Anício criticou a forma de trabalho não só da TV Globo, mas de toda a chamada “grande mídia”. “Sobre silêncio da grande mídia que rolou ontem, está rolando agora e deve rolar às 20h30 no Jornal Nacional… A revolução não será televisionada”, publicou, fazendo referência ao documentário produzido na Venezuela em 2002, mostrando a relação da imprensa do país com o então presidente Hugo Chávez (que chegou a ser deposto do cargo por dois dias). Comentarista dos canais Esporte Interativo, Felipe Rolim avaliou que “quando o jornal mais assistido do país não fala, nem a título de serviço público, de uma greve geral é porque virou programa de variedades”.

https://twitter.com/feliperolim/status/857759109080391681

Pelo Facebook, mais internautas criticaram o Jornal Nacional, com gente se posicionando nos comentários das postagens da fan page do noticiário da TV Globo. Pela mesma rede social, o repórter do site The Intercept Brasil e considerado um dos personagens mais influentes de política no país, George Marques também analisou o que aconteceu com a edição de quinta-feira do telejornal. “Sintomático. Nenhuma vírgula sequer no Jornal Nacional sobre o tema da semana: greve geral contra o governo e suas propostas regressivas. Mesmo com aprovação a Michel Temer em 4%, e rejeição em 96% quebrando todos os recordes históricos, o #JN não viu interesse em noticiar sobre a greve que vem mobilizando milhares de brasileiros”, divulgou o jornalista.

https://www.facebook.com/gmarquesrp/posts/1175289015932856?pnref=story.unseen-section

A Globo…


Até o momento, a TV Globo não se posicionou sobre as críticas a respeito do fato de não ter dado espaço para a realização da greve geral desta sexta-feira.
 

Please reload

Leia também:
Please reload