Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle

Violência em debate na Câmara

June 30, 2017

A Câmara Municipal de Niterói debaterá, em audiência pública convocada pelo vereador João Gustavo (PHS) para segunda-feira (3/7), às 19 horas, propostas para o reordenamento da orla de Niterói, com enfoque principal para a segurança pública, urbanismo, turismo e meio-ambiente. O assalto, na madrugada desta quinta-feira, por marginais armados com fuzil e pistolas, a um grupo de frequentadores de um quiosque na Boa Viagem, onde está situado o Museu de Arte Contemporânea (MAC), é apenas uma entre muitas ocorrências policiais registradas na orla da cidade.

 

Foram convocados para a audiência pública a Polícia Militar, Marinha, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, INEA, Emusa, Secretaria Municipal de Urbanismo, Águas de Niterói, Enel, Ibama, além de representantes dos clubes náuticos, das associações de moradores e de outras entidades da sociedade civil.

 

“O assalto registrado nessa madrugada (29/06) é apenas uma mostra do quanto ainda temos que caminhar para reorganizar a orla de Niterói, que, além de insegura, é subaproveitada em seu potencial turístico. Temos as praias oceânicas e a Baía de Guanabara, um cartão postal do Rio de Janeiro. Precisamos fazer mais por nossa orla”, afirma João Gustavo.

 

Entre os temas em pauta, estarão ações para combate à violência urbana; a criação de uma unidade marítima da Guarda Municipal para o controle de embarcações que ameaçam banhistas; a intensificação da fiscalização para acabar com os esgotos in natura que são despejados na Baía de Guanabara, como ocorre em Jurujuba; e a criação de dois cais públicos, em Charitas e no Centro, para a ancoragem de embarcações turísticas.

Please reload

Leia também:
Please reload