Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle

Enel estuda aumentar carga de energia elétrica de Santo Antônio de Pádua

April 11, 2019

A concessionária de energia Enel, que abastece grande parte do interior fluminense, confirmou a possibilidade de aumentar a carga de fornecimento de eletricidade da sub-estação de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste do estado, a fim de satisfazer a demanda até agora reprimida da região. O pedido partiu da Copapa, a maior fabricante de papel do estado e uma das empresas líderes na venda de papel sanitário, guardanapos e toalhas de copa-cozinha.
Em nota enviada ao TODA PALAVRA, a Enel informou que aguarda apenas o envio de documentos técnicos pela

 

Copapa para dar início aos estudos de viabilidade. Em um encontro no final de fevereiro, intermediado pelo deputado estadual Waldeck Carneiro (PT), na sede da companhia elétrica, em Niterói, os presidentes da Enel, Artur Manoel Tavares Resende, e da Copapa, Fernando Pinheiro, discutiram as necessidades da indústria, que hoje é forçada a trabalhar abaixo da sua capacidade, mesmo utilizando um gerador a diesel para complementar a carga elétrica.
Pela proposta da Copapa, que se dispôs a arcar com parte dos investimentos, o fornecimento de energia seria ampliado dos atuais 13,8 mil volts para 69 mil volts. Para isso a Enel teria que readequar a sua rede elétrica e ampliar a sub-estação localizada no município, que é responsável, ainda, pelo suprimento de cidades próximas, como Miracema e Aperibé. Fernando Pinheiro acredita que, com isso, problemas como oscilações da rede e picos de interrupção, que provocam longas paralisações do maquinário, seriam sanados, além de permitir o incremento da produção.
Respondendo com menos de 1% do PIB fluminense, o Noroeste é a região mais pobre do estado e a que mais precisa se desenvolver economicamente. Uma das maiores indústrias da região, a Copapa ocupa, através da marca “Carinho”, segundo o índice Nielsen, o primeiro lugar de vendas na área compreendida por Minas, Espírito Santo e interior do Estado do Rio, e a terceira posição no Grande Rio. O estudo de viabilidade da Enel deve ser concluído em até três meses.

---------

Matéria publicada na edição impressa de abril. Leia a versão digital completa em https://joom.ag/T9fa

Please reload

Leia também:
Please reload