Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

5G: China denuncia "opressão inescrupulosa" dos EUA


A China criticou nesta quinta-feira (30) as advertências estadunidenses de "consequências" se o Brasil escolher a empresa chinesa de telecomunicações Huawei para desenvolver sua rede 5G. Pequim acusa Washington de "opressão inescrupulosa" das empresas de tecnologia do país.

A gigante Huawei - a maior produtora mundial de equipamentos de rede de telecomunicações - se tornou uma questão crucial no impasse geopolítico entre Pequim e Washington, que afirma que a empresa chinesa representa uma ameaça significativa à segurança cibernética.

O Brasil deve lançar uma licitação no próximo ano para um projeto para desenvolver a próxima geração de tecnologia de telecomunicações no país mais populoso da América Latina, com 212 milhões de pessoas.

Contudo, o embaixador dos EUA em Brasília, Todd Chapman, alertou em uma entrevista que pode haver "consequências" se o Brasil for contra os conselhos dos EUA e escolher a empresa chinesa.

Pequim considerou as declarações do embaixador um exemplo dos EUA "coagindo abertamente outros países a obedecer à vontade dos Estados Unidos".

Argumento falso

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin, declarou que os EUA se opõem ao uso de produtos da Huawei não por razões de segurança nacional, mas porque se opõem ao aumento de empresas chinesas como competidoras no mercado mundial.

"Quando as empresas de outros países alcançarem uma vantagem principal, os políticos dos EUA inventarão desculpas para usar o poder nacional para conduzir uma opressão inescrupulosa", destacou Wang em uma coletiva de imprensa.

O governo Trump proibiu a Huawei de atuar no mercado dos EUA e realizou uma campanha global para isolar a empresa. O governo britânico cedeu à crescente pressão dos EUA e prometeu no início deste mês remover a Huawei de sua rede 5G até 2027, apesar dos avisos de retaliação de Pequim.

A Austrália e o Japão também tomaram medidas para bloquear ou restringir a participação da empresa chinesa em seus lançamentos 5G, enquanto operadoras de telecomunicações europeias, incluindo a norueguesa Telenor e a sueca Telia, aderiram à Huawei como fornecedora.


Fonte: Agência Sputnik

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle