Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Bolsonaro dobra gastos secretos com cartões da presidência


Presidência da República não abre os dados sobre gastos com cartões corporativos de Bolsonaro (Agência Brasil)

Tema que já gerou muitos memes e fakenews bolsonaristas nas redes sociais contra os governos dos presidentes Lula e Dilma, os gastos com cartão corporativo da Presidência da República põem em xeque agora o próprio presidente Jair Bolsonaro. Segundo reportagem do jornal Estado de S. Paulo, neste domingo (10), os gastos sigilosos vinculados a Bolsonaro e sua família já totalizaram R$ 3,76 milhões apenas neste ano, o dobro em relação à média dos últimos cinco anos.

Segundo o Estadão, o detalhamento da fatura no período, já em R$ 3,76 milhões, lançada mensalmente no Portal da Transparência do governo, “é trancada a sete chaves pelo Palácio do Planalto”.

"O fato é que, neste início de ano, essas despesas deram um salto e fugiram do padrão do que gastaram os ex-presidentes Dilma Rousseff e Michel Temer no mesmo período. Foge do padrão, inclusive, do que gastou o próprio Bolsonaro no seu primeiro ano de mandato, quando apresentou uma despesa de R$ 1,98 milhão de janeiro a abril”, diz a reportagem.

A matéria diz também que não foi só a fatura dos cartões ligados diretamente a Bolsonaro que explodiu neste início do ano. “O total de despesas sigilosas da Presidência, que inclui também gastos do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) aumentaram na mesma proporção. Foram R$ 7,55 milhões em despesas sigilosas da Presidência da República de janeiro a abril, 122% a mais do gasto no mesmo período do último ano do governo Temer. Em cinco anos, o mais próximo disso foram os R$ 4,69 milhões (em valores corrigidos pela inflação) despendidos em 2015, na gestão de Dilma", aponta o Estadão.

O jornal já havia revelado em outra reportagem, em dezembro, que o governo passou a ignorar uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e se recusa a explicar como tem usado o dinheiro público via cartões corporativos. A justificativa da presidência aos pedidos feitos via Lei de Acesso à Informação é que a abertura dos dados e notas fiscais poderiam colocar em risco a segurança do presidente.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle