Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

  • Da Redação

Bolsonaro fará discurso de abertura na Assembleia Geral da ONU

O presidente Jair Bolsonaro fará amanhã (22/9), o discurso de abertura da 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, que pela primeira vez na história acontecerá virtualmente. Os chefes de estado e governo enviarão discursos gravados com duração de 15 minutos. Depois de Bolsonaro, será a vez dos líderes dos Estados Unidos, Turquia, China e Chile.

Eskinder Debebe / ONU

A fala do presidente Bolsonaro é aguardada com expectativa. Existem especulações de que ele deverá adotar um tom nacionalista, sintetizando todas as questões, inclusive as crises ambiental e sanitária, em uma só: soberania.


Esse, aliás, também tem sido o tom adotado pelo Itamaraty e pelo chanceler Ernesto Araújo em reuniões com outros países, especialmente os do bloco econômico europeu. Araújo sempre deixou clara sua posição contra o multilateralismo, considerado pelo governo brasileiro um instrumento ideológico.


O discurso antiglobal tem sido usado por diplomatas brasileiros no Conselho de Direitos Humanos, nos debates em Nova York, na OMS e em vários outros espaços de discussões internacionais que tratam de parcerias e acordos entre países.


A defesa da soberania seria uma forma de impedir o que o governo julga ser "ingerência externa", ainda que o Brasil esteja comprometido com outras nações através de tratados assinados anteriormente.


A questão das queimadas na Amazônia e no Pantanal deverá ser minimizada por Bolsonaro. O presidente, aliás, já vem fazendo isso nas redes sociais e nas entrevistas que concede à imprensa, com o coro de outros ministros de estado e do vice Hamilton Mourão. Espera-se, ainda, que ele omita a real situação da Covid-19 no Brasil e, mais uma vez, afirme que o governo tem feito um excelente trabalho no combate à doença, como já disse em outras ocasiões.

A pandemia será o assunto principal a ser tratado pelos participantes da assembleia, mas a crise ambiental, as queimadas, o aquecimento global, os desafios da economia pós-coronavírus e a fome são temas urgentes que estarão na mesa de debates não só da reunião principal, mas também nos encontros das comissões sobre temas específicos.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle