Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Brasil tem mais de 44 mil mortes por coronavírus


Fachada do Instituto Adolpho Lutz, em São Paulo

Segundo dados do consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde, o Brasil chegou a 44.118 mortes causadas pelo novo coronavírus.

Conforme publicado pelo portal G1, o número consolidado de mortes diárias foi de 729 e se baseia em uma parceria entre veículos de imprensa brasileiros com secretarias estaduais de Saúde. A parceria foi criada após o Ministério da Saúde decidir não publicar mais dados totais de óbitos da pandemia no Brasil, o que foi revertido por decisão judicial.

O número de casos também subiu e chegou a 891.556. No domingo (14), o Brasil tinha 43.389 óbitos pela doença e 867.882 casos confirmados.

A consolidação dos dados foi publicado por volta das 20h00 (horário de Brasília), e supera os números do Ministério da Saúde, publicados por volta das 18h30 e que apontam 627 mortes nas últimas 24h.


Estado do Rio passas dos 80 mil casos

O estado do Rio de Janeiro chegou nesta segunda-feira (15) a 80.946 casos de covid-19, considerando todas as infecções confirmadas desde o início da pandemia. Dentre esses doentes, 65.053 se recuperaram e 7.728 morreram, o que gera uma letalidade de 9,55% dos casos confirmados.

O balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde também informa que há 1.253 mortes em investigação. Na atualização de hoje, foram acrescentados aos números acumulados 56 óbitos e 1.194 novos casos.

Mais da metade dos casos confirmados no estado do Rio são na capital, que soma 42.385 diagnósticos confirmados e 5.090 mortes.

Em casos confirmados, as outras cidades fluminenses com os maiores números são Niterói (4.671), São Gonçalo (2.946), Nova Iguaçu (2.579), Duque de Caxias (2.218), Itaboraí (1.753), Macaé (1.584), Angra dos Reis (1.492), São João de Meriti (1.321) e Queimados (1.306).

As cidades com mais vítimas da doença, depois da capital, são Duque de Caxias (341), Nova Iguaçu (279), São Gonçalo (279), São João de Meriti (153), Belford Roxo (149), Niterói (146), Magé (112), Itaboraí (107) e Mesquita (93).


Em Niterói, um gesto de carinho

Membros da equipe médica do Hospital Oceânico recebem o bolo feito pelas moradoras (Foto: Luciana Carneiro)

Um gesto de carinho surpreendeu os profissionais de saúde do Hospital Municipal Oceânico de Niterói, referência para o atendimento dos casos de Covid-19 na cidade, nesta segunda-feira (15). A equipe recebeu um bolo feito por duas moradoras de Niterói como forma de agradecimento ao trabalho exaustivo desempenhado por eles contra a doença. No bolo, o destaque era para a palavra que decorava o doce: gratidão.

A ideia de agraciar a equipe surgiu das amigas Isabela Vidal, 53 anos, e Márcia Oliveira, de 49 anos. Ambas são profissionais de saúde, mas não atuam na área há algum tempo. De acordo com Isabela, tudo começou em uma conversa com o filho, Pedro Vidal, que é médico e está na linha de frente no combate a Covid-19 em São Paulo.

“Estava conversando com o Pedro e ele me disse que no último plantão não conseguiu nem tomar um café. Fiquei pensando muito nisso e me fez refletir sobre a luta diária desses profissionais e todo o desgaste que eles estão sofrendo. Daí veio a ideia de encomendar um bolo, junto com a Márcia, como forma de agradecimento ao empenho dos profissionais da nossa cidade contra essa doença terrível”, disse a psicóloga.

Márcia, que é assistente social, disse que abraçou a causa quando ela se colocou no lugar dos que estão atuando diariamente salvando vidas.

“Valorizo o trabalho de cada um aqui, imagino como não deve estar sendo enfrentar uma pandemia desse tamanho. É uma doença nova e que ainda não temos o poder da cura. É uma luta muita difícil, por isso resolvemos trazer um doce para acalentar, de alguma forma, o coração deles. É algo simbólico, mas muito sincero”, destacou Márcia.

O coordenador de enfermagem da unidade, David Sampaio, fez questão de ir receber pessoalmente o presente. O enfermeiro agradeceu e disse que o gesto motiva ainda mais a equipe a seguir nessa batalha.

“Estamos recebendo o carinho de pessoas que nunca nos viram na vida e isso é muito legal. Foi inesperado, mas é o tipo de coisa que vale mais do que um salário para a gente. Com certeza nos dá mais ânimo e força para continuar a atender a população de Niterói da melhor maneira possível”, agradeceu David.

Para a gerente de multiprofissional do hospital, Liana Guterres, todo esse carinho recebido pela equipe desperta os melhores sentimentos de cada um.

“Nós já recebemos diferentes formas de amor da população por aqui, desde bolos deliciosos, delicadas máscaras de tecido, até mensagens de carinho e amor. Todos esses mimos que recebemos, sem dúvidas, colorem e adoçam o nosso dia a dia que é tão cansativo”, agradeceu. 

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle