Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Confirmado primeiro caso de coronavírus em Niterói


O primeiro caso de coronavírus em Niterói é de um homem de 27 anos, morador da cidade, que retornou recentemente de uma viagem ao exterior, segundo confirmaram, nesta segunda-feira (9/3), as secretarias municipal e estadual de Saúde. De acordo com nota emitida pela Prefeitura, o paciente recebeu atendimento em um hospital particular, está em isolamento domiciliar e passa bem.

O estado do Rio de Janeiro registrou, até o fechamento desta matéria, oito casos confirmados da doença. Em todo o País, o Ministério da Saúde contabilizou 30 pessoas infectadas até à noite desta segunda-feira.

Dos novos casos confirmados no Rio, quatro são de residentes da capital e um de Niterói. Todos estão em isolamento domiciliar e apresentam estado de saúde estável. Antes, já haviam sido divulgados um caso em Barra Mansa e dois na capital.

“Os pacientes retornaram de viagens à Europa, entre os dias 3 e 5 de março, com passagem por países como Itália, Portugal, Espanha, Suíça, Holanda, Israel, Egito e Grécia, apresentando febre, tosse e mialgia, entre outros sintomas. Quatro deles recorreram à rede de saúde particular e um recebeu atendimento médico domiciliar”, detalhou a secretaria de Saúde do Estado, em nota.

Os novos pacientes são três homens, com idades de 27 anos, 42 anos e 70 anos, e duas mulheres, com 56 anos e 61 anos.

“Reforço que, até o momento, continuamos sem transmissão ativa do vírus no Rio de Janeiro. Os casos confirmados até agora são importados do exterior. Permanecemos no Nível Zero do nosso plano de contingência. Alerto a população para os cuidados para prevenir o contágio, como higienizar as mãos com frequência e evitar levá-las ao rosto”, explicou o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, conforme a nota distribuída pela secretaria.

Os números da nova doença mudam a cada momento no Brasil e no mundo. Até às 12h desta segunda-feira, por exemplo, o País tinha 930 casos suspeitos, 40% a mais que o dia anterior.

O Ministério da Saúde anunciou que irá lançar, previsto ainda para esta semana, um chamamento para cerca de 5 mil profissionais pelo programa Mais Médicos para reforçar a capacidade de assistência em saúde durante a emergência do coronavírus. Capitais e grandes centros urbanos voltam a participar do programa, que até então vinha priorizando somente municípios de maior vulnerabilidade. A medida é em razão de serem locais com maior concentração de pessoas, o que ajuda a ampliar a circulação do coronavírus.

Casos em Niterói monitorados

Em Niterói, a Fundação Municipal de Saúde afirma que “vem adotando uma série de medidas que visam a orientação sobre como evitar o contágio e atender de forma correta e humanizada casos suspeitos do novo coronavírus. Dentre as ações, estão capacitações para os servidores dos hospitais, policlínicas e unidades básicas de Saúde e ainda o alinhamento de fluxo de atenção a casos suspeitos.

Além do suporte médico, a Fundação está emitindo orientações por meio de salas de espera nas unidades de Saúde e redes sociais. Será distribuída uma cartilha para todas as unidades da Saúde, Educação e demais prédios públicos do Município com orientações sobre como agir em casos suspeitos.

A recomendação da FMS não só para o novo coronavírus, mas para toda e qualquer infecção respiratória, é de que as pessoas lavem as mãos com água e sabão frequentemente ou usem álcool gel, evitem aglomerações, cubram a boca com o braço ao tossir ou espirrar e evitem tocar os olhos nariz e boca com as mãos.

A população pode procurar a unidade de mais próxima de sua residência para atendimento”.

Itália totalmente bloqueada

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, decretou também nesta segunda-feira, o bloqueio do país como uma medida para conter a propagação do coronavírus (Covid-19), restringindo os deslocamentos em seu território. Conte disse a repórteres que as medidas adotadas apenas dois dias atrás em grande parte do norte não eram mais suficientes e que teriam que ser estendidas a todo o país a partir de terça-feira (10/03).

A Itália é o país europeu com o maior número de infectados e de mortos pelo Covid-19. Dados divulgados nesta segunda-feira mostraram um aumento de número de mortes pelo vírus de 97 para 463 e um crescimento de 24% no total de casos, que chegou a 9.172. Desse total, 733 pessoas estavam em tratamento intensivo.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso