Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Decreto de Rodrigo pretende zerar circulação nas ruas

Atualizado: Mar 22


Em pronunciamento dramático, Rodrigo manda esvaziar as ruas

O prefeito Rodrigo Neves anunciou neste sábado, 21, a publicação de decreto municipal em que pretende praticamente zerar a circulação de pessoas nas ruas de Niterói a partir de segunda-feira, 23. Ampliando o ato que proibiu, no início desta semana, o funcionamento de bares, restaurantes, cinemas e teatros, ele agora estende o fechamento a quase todos os estabelecimentos comerciais, com algumas exceções pontuais. Ao longo do pronunciamento de 33 minutos, feito a partir do seu gabinete, onde esteve acompanhado - física ou remotamente - dos principais secretários e assessores, o prefeito reiterou por diversas vezes em tom dramático que, apesar dos esforços implementados pela prefeitura de Niterói, “iremos chorar os nossos mortos” inevitavelmente. Rodrigo encerrou chorando e pedindo orações.

Os únicos estabelecimentos comerciais que poderão funcionar a partir de segunda-feira são postos de gasolina para venda de combustível (lojas de conveniência devem fechar), farmácias, padarias (apenas para venda de produtos, sem consumo nos balcões), supermercados e mercearias, pet-shops, clínicas veterinárias apenas para atendimentos de emergência e a rede de saúde.

Segundo o prefeito, o isolamento social deverá durar por pelo menos de três a quatro semanas. Ele afirmou que os contingentes policiais e da Guarda Municipal serão reforçados e conclamou a populacão a denunciar o descumprimento das ordens de quarentena através do número 153, operado pelo Centro Integrado de Segurança Pública (CISP). Apenas os serviços públicos de emergência, segurança e limpeza deverão funcionar na cidade.

Rodrigo também disponibilizou o número 192, do SAMU, para as emergências médicas. As Clínicas da Engenhoca e do Largo da Batalha e os Hospitais Carlos Tortelly, ,o Centro, e Mário Monteiro, em Piratininga, serão as unidades de referência para atender os casos de Coronavírus. A previsão, segundo ele, é de que a cidade contabilize de duas a três mil pessoas infectadas em quatro semanas e que dez por cento delas necessitem de internação hospitalar.

Com o arrendamento do Hospital Oceânico, com capacidade para 140 leitos com respiradores, que, segundo informou o prefeito, estará operando em três semanas, a cidade terá capacidade, na sua opinião, de atender a demanda prevista. Os demais leitos necessários serão instalados nas unidades de referência, além de 50 vagas oferecidas à rede municipal pelo Hospital Universitário Antônio Pedro, da UFF.

Rodrigo Neves também anunciou - sem revelar a quantidade - a compra pelo município de novas ambulâncias UTIs, que serão entregues na segunda-feira. De acordo com o prefeito, uma sumplementação de verbas inicial de R$ 20 milhões está sendo feita para atender as despesas dos setores de saúde e assistência social.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso