Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

  • Da Redação

Depressão e suicídio: a quarta onda da pandemia

Medo da doença e da morte, angústia, solidão, insônia, ansiedade. O estresse provocado pelo isolamento social e pelas incertezas em relação ao futuro podem desencadear uma onda de depressão e suicídio, sequelas psicológicas da Covid-19. Recentemente, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) chamou essa nova crise de “epidemia silenciosa”. Países como Brasil, México e Estados Unidos são hoje os mais impactados por transtornos mentais decorrentes da crise sanitária e econômica.

Brasil é campeão mundial em ansiedade, e vice em depressão. Arquivo/Agência Brasilm

"Metade dos adultos desses países estão estressados por causa da pandemia. Muitos estão usando drogas e álcool, o que pode gerar um ciclo vicioso para as doenças mentais", alertou a diretora-geral da Opas, Carissa Etienne.


Psiquiatras e psicólogos brasileiros relataram aumento significativo nas consultas, além de casos de ansiedade e pânico. Um estudo recente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) com profissionais associados de todo o país mostra que 89,2% deles destacaram o agravamento de quadros psiquiátricos nos pacientes devido à Covid-19. E fazem um alerta para os riscos de depressão e suicídio no cenário pós-pandemia.


A demanda de pacientes novos chamou a atenção dos pesquisadores e foi relatada por 67,8% dos psiquiatras. Na maioria, são pessoas que nunca haviam apresentado sintomas psiquiátricos. Entre os profissionais entrevistados, 69,3% informaram que atenderam pacientes que já haviam recebido alta médica, mas tiveram recaída.


Em entrevista ao Jornal O Globo, o presidente da ABP, Antônio Geraldo da Silva, explicou que na psiquiatria essa é a chamada “quarta onda” da Covid. Ela ocorre simultaneamente à segunda onda, de contágio do vírus; e de uma terceira, relativa aos efeitos econômicos e sociais do isolamento. Antonio Geraldo diz que desde o início da crise a ABP vem alertando sobre os impactos na saúde mental, que classifica como "a pior de todas as ondas".


"A questão é que doenças mentais não são ondas que sobem, têm um pico e descem. Quando se desencadeia um quadro psiquiátrico, o tratamento dura meses, anos. E o Brasil ainda tem o agravante de que já somos campeões mundiais em ansiedade, e vice em depressão. Temos tudo para que essa onda seja pior aqui", observou.


O estudo revela que crianças e adolescentes também são afetados. De acordo com 88% dos pediatras ouvidos na pesquisa, os sintomas mais frequentes são a oscilação do humor (citada por 75% dos profissionais), assim como fala e comportamento desorganizados (relatado por 5%).


Entre os adultos, há casos que vão desde pânico e agorafobia, até transtorno-obssessivo-compulsivo (TOC) por limpeza. Mas o grande temor dos profissionais de saúde mental é o agravamento dos quadros de depressão que levam ao suicídio, cujo aumento tem sido historicamente registrado após catástrofes naturais (furacões, terremotos) ou sanitárias, como ocorreu com o Ebola.


Outra preocupação é com o atendimento a essa população. Com a pandemia, há risco de falta de acesso a tratamento, especialmente na rede pública, onde os leitos psiquiátricos foram reduzidos significativamente e os serviços interrompidos. Além disso, a grande maioria das unidades de saúde não possui psicólogo, psiquiatra e assistente social.


* Com informações do Globo Online.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle