Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

El Pais: Brasil já pode ter 3,7 milhões de infectados


No momento em que o Brasil começa a se descobrir como um dos epicentros da pandemia mundial, oficialmente ultrapassando mil mortes diárias - atrás apenas do EUA neste quesito -, acredita-se que a intensidade da pandemia pode ser muito mais trágica do que a contabilidade oficial revela, e o Brasil já pode ter ultrapassado 3,7 milhões de infectados pela Covid-19.

O jornal El Pais, um dos periódicos mais importantes e acreditados do mundo, desenvolveu uma análise sobre os dados oficiais que são divulgados diariamente pelo Ministério da Saúde brasileiro e apresentou uma estimativa de que dezenove de cada 20 contágios que ocorrem no Brasil não entram nas estatísticas oficiais.

El Pais argumenta que os exames feitos são tão poucos que até o momento se desconhece a magnitude da pandemia no país mais afetado – e o mais populoso – da América Latina. Estima o periódico que, pela insuficiência de exames, apenas um em cada 20 casos é notificado. Ou seja, o mais provável, destaca, é que o número de infectados no Brasil chegue a 3,7 milhões de pessoas. E não os cerca de 290 mil confirmados, divulgados nesta quarta-feira (20) pelo Ministério da Saúde.

Para chegar a este número, El Pais aplicou o método de um grupo de matemáticos e epidemiologistas da London School of Hygiene and Tropical para calcular a subnotificação. Os pesquisadores exploram a diferença entre a mortalidade notificada e a real para calcular a subnotificação, sendo possível fazer uma aproximação do número real de casos a partir da taxa de mortalidade real estimada (em torno de 1%, segundo os estudos atuais), comparando-a com a observada no Brasil (6,7%) e levando em consideração o tempo entre a infecção e a morte.

A reportagem critica que as semanas de vantagem que a América Latina teve em relação à Ásia e a Europa parecem desperdiçadas, sobretudo, porque os testes para detectar o coronavírus nunca chegaram na quantidade necessária.

El Pais recorda que um estudo publicado por uma equipe de especialistas brasileiros, adotando uma metodologia semelhante, considerava provável que cerca de 9 em cada 10 infectados passassem despercebidos. Aquém de sua estimativa, que se encaixa com a baixa incidência de testes de diagnósticos no Brasil. Segundo dados da plataforma Our World In Data, da Universidade Oxford, o Brasil está entre os países da região com a menor expansão em testes per capita.

El País observa, porém, que o mais provável é que a grande maioria dessas infecções não detectadas se desenvolveu com quadros clínicos leves.

Observa ainda que o Registro Civil do Brasil publica diariamente no Portal da Transparência os últimos dados disponíveis sobre as mortes relatadas como consequência do coronavírus e as notificadas como suspeitas, por pneumonia ou insuficiência respiratória. Até 16 de maio, o Registro Civil nacional indicava 16.396 mortes confirmadas ou com suspeita de covid-19 em todo o Brasil.

“Se a estimativa do total de casos for calculada com o citado método da London School, mas a partir do Registro Civil, o número de casos prováveis ​​é significativamente maior, e, de todo modo, bastante próximo do obtido ao usar o dado oficial de mortes pela doença”, destaca a reportagem.

O jornal informa que analisou os números de Manaus, Fortaleza, São Paulo e Rio de Janeiro, quatro dos focos mais ativos da pandemia no Brasil.


Para ler a matéria, na íntegra, com os gráficos produzidos cientificamente pelo El Pais:

https://brasil.elpais.com/sociedade/2020-05-20/a-intensidade-da-pandemia-que-o-brasil-quase-nao-contabiliza.html

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle