Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Ex-superintendente da PF do Rio desmente Bolsonaro


Ao contrário do que disse o presidente, seu filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro, é investigado pela PF do Rio

Segundo revela o jornal O Globo, o ex-superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro Carlos Henrique Oliveira confirmou, em depoimento prestado nesta quarta-feira (13) em Brasília, que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, era investigado em um inquérito em curso na Superintendência da PF do Rio. Esta informação desmente o discurso de Bolsonaro de que não há investigação na PF fluminense contra qualquer membro de sua família.

"Perguntado se tem conhecimento de investigações sobre familiares do presidente nos anos de 2019 e 2020 na SR/PF/RJ disse que tem conhecimento de uma investigação no âmbito eleitoral cujo inquérito já foi relatado, não tendo havido indiciamento", diz o depoimento.

Carlos Henrique prestou depoimento no inquérito que investiga supostas interferências de Bolsonaro na Polícia Federal, conforme denunciou o ex-ministro Sérgio Moro.

Os investigadores consideram importante a confirmação da existência desse inquérito contra o filho do presidente, porque pode ser a prova de um interesse concreto de Jair Bolsonaro na mudança de comando da PF do Rio.

Nesta terça-feira (12), ao responder sobre informações do teor do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril veiculadas na imprensa, Bolsonaro afirmou que “a Polícia Federal nunca investigou ninguém da minha família”.

Outro ponto do depoimento do delegado Carlos Henrique Oliveira que chama atenção dos investigadores é o que ele afirmou que sua nomeação para o cargo de superintendente do Rio demorou a sair porque Bolsonaro queria nomear outra pessoa para o cargo. “Houve demora na nomeação do depoente para esse cargo pois na época houve uma manifestação pública do presidente Jair Bolsonaro, noticiada na imprensa, no sentido que ele, o presidente, desejava que outro delegado assumisse o cargo de superintendente no Rio de Janeiro”, afirma.

Ao anunciar seu pedido de demissão, o ex-ministro Sérgio Moro afirmou que Bolsonaro pretendia demitir dois superintendentes regionais da PF - sendo um deles o delegado Carlos Henrique - para nomear pessoas da sua confiança em seus lugares.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle