Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Exame-Ideia: 'dinheiro na bunda' não abala Bolsonaro


(Foto: PR)

Entre os que souberam do dinheiro nas partes íntimas do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) e classe A/B (31%).

Em pesquisa feita pela EXAME/IDEIA, divulgada nesta sexta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro manteve seus índices de avaliação e atingiu 37% nos conceitos "ótimo/bom".

Analogamente, o mesmo percentual, 35%, classificou a gestão de Bolsonaro como ruim ou péssima. Para outros 37%, a atuação do governo é regular.

​A taxa de maior aprovação (57%) está localizada no norte do país, seguido por, respectivamente, centro-oeste (48%) e a região sul (47%). No sudeste, 29% da população avaliou o governo como péssimo.

"Os números mostram que a avaliação do presidente mantém-se resiliente, dentro da margem de erro. O trabalho revela também que a eleição municipal pode ter surpresas até 15 de novembro. É notável que 21% dos entrevistados talvez não votem por causa da pandemia. E que 50% sequer escolheram em quem votar", afirma Renato Mimica, diretor da Exame Research.

O estudo promoveu 1.200 entrevistas, entre homens e mulheres residentes no Brasil com idade igual ou superior a 16 anos. A pesquisa tem uma margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Além dos índices de popularidade, a pesquisa também apresentou questões relevantes sobre as eleições municipais deste ano, e o tema da corrupção no Brasil.

Corrupção

No atual governo, há uma divisão da opinião pública sobre a evolução da corrupção no Brasil. Para 37% nem aumentou, e nem diminuiu. Enquanto isso, 34% acreditam que aumentou, e 25% consideram que diminuiu.

O que mais acreditam na redução da corrupção são da região Norte (40%) [Região de influência do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com R$ 33 mil escondido nas partes íntimas]. De acordo com a EXAME/IDEIA, a perspectiva sobre a evolução da corrupção no governo é: para 29% vai aumentar, 35% acreditam que será igual, e para 27% deve diminuir.

O estudo ressalta a importância deste tema, uma vez que a avaliação/aprovação do governo é a principal variável que define o otimismo ou pessimismo sobre o tema da corrupção.

Eleições Municipais

O cenário descrito pela pesquisa mostra que podem ocorrer muitas variações e surpresas nos pleitos municipais até o dia 15 de novembro. O número de eleitores que irá às urnas, por exemplo, é incerto: o estudo indica que 21% talvez não votem por causa da pandemia.

O EXAME/IDEIA também concluiu que 50% dos brasileiros ainda não escolheram um(a) candidato(a). Nos segmentos de renda/escolaridade mais baixas, os números chegam a quase dois terços dos eleitores (63% da classe D/E por exemplo). Entre esses, 27% devem definir o(a) candidato(a) na última semana e 16% somente no dia de votar.

Pior nação contra a Covid

De acordo com uma pesquisa da Dalia Research, feita com populações de 53 países, o Brasil é a nação que pior responde à pandemia de Covid-19.

A maioria (70%) da população dos países pesquisados está satisfeita com a resposta governamental ao coronavírus. No Brasil, contudo, apenas 34% dos entrevistados afirmou estar contente com a gestão da crise de saúde pública por parte do governo. 

Do outro lado da tabela, a China tem a população mais satisfeita com a resposta à pandemia, 95% da população afirmou estar satisfeita com a resposta governamental. Vietnã (95%), Grécia (89%), Malásia (89%) e Irlanda (87%) completam a lista de países onde a população está contente com a resposta do governo ao coronavírus.

De acordo com o levantamento, as amostras de entrevistas de cada país variaram de mil até três mil entrevistados. A margem de erro é de 3,25% para mais ou para menos.

Com Sputnik Brasil

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle