Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Fim do pesadelo. Luiz Carlos, da Grota, fala já em casa


O abraço apertado da mãe e o choro comovido dos parentes após a chegada de Luiz Carlos à favela

Vídeo (abaixo) mostra em primeira mão momentos marcantes da chegada de Luiz Carlos em casa


Momentos depois de deixar a carceragem de Guaxindiba, em São Gonçalo, para onde foi levado depois de passar momentos de pesadelo na prisão de Benfica, o músico Luiz Carlos Justino, componente da Orquestra da Grota, finalmente voltou para casa. Mesmo cansado e trajando ainda as mesmas roupas de cinco dias atrás, quando foi preso, ele estava sorridente e aliviado.


Imagens gravadas pelo maestro Márcio Paes Selles, que foi ao seu encontro, publicadas pelo TODA PALAVRA, mostram a alegria do músico pelo que considera a reparação de uma "injustiça". No vídeo ele aparece ao chegar na sua casa, o reencontro com a mãe e outros familiares, e agradece a Deus e ao apoio da sociedade pela sua libertação.


A prisão de Luiz Carlos causou uma grande comoção na cidade de Niterói. Ele foi detido por policiais militares nas imediações da Praça Arariboia, após uma apresentação nas barcas. Foi considerado "suspeito" por portar uma caixa com o seu violoncelo. Os policiais que o abordaram verificaram haver um mandado de prisão expedido contra Luiz Carlos por assalto a mão armada em 2017, ocorrido em um dia e horário em que ele participava de uma apresentação musical, conforme atestado em vídeo e documentos pelo maestro. O músico havia sido identificado, ao que tudo indica, equivocadamente através de foto de álbum criado em delegacia, mostrada por policiais. Luiz Carlos não tem antecedentes criminais.

Veja o vídeo da chegada do músico em casa:

Vítima de racismo

Luiz Carlos participa desde os seis anos de idade da Orquestra de Cordas da Grota, uma iniciativa que existe desde 1995 na comunidade Grota do Surucucu em Niteroi. A orquestra foi reconhecida em 2018 como patrimônio imaterial do estado do Rio e já recebeu diversos prêmios, inclusive internacionais. Marcio Selles, fundador do projeto, afirma que acompanhou de perto o desenvolvimento do jovem, que fazia parte da orquestra principal. A caminho do presídio para encontrar Luiz Carlos, o maestro disse acreditar que ele foi vítima de racismo.

Márcio afirmou que tinha conhecimento do contrato do jovem para tocar na padaria, principal álibi da defesa, e ele mesmo já foi assistir a apresentação de Luiz Carlos em algumas ocasiões. Familiares, amigos e colegas de orquestra fizeram um protesto neste sábado em frente ao presídio de Benfica, onde o jovem estava preso. 

Eles levaram o instrumento dele, o violoncelo, e tocaram em frente ao local. A comissão de Direitos Humanos da OAB-Rio de Janeiro atua na defesa do jovem. A Polícia Civil foi procurada para responder sobre o que levou a prisão do músico e como a foto dele passou a constar de um álbum com a finalidade de reconhecimento de criminosos.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle