Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Flávio Bolsonaro: saques de R$ 7,2 milhões por ex-assessores


Os mais de 50 imóveis, já apurados pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ), do patrimônio imobiliário do clã Bolsonaro podem ser explicados pelo enorme volume de recursos movimentado pelo esquema de corrupção da rachadinha tanto na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) como também no Congresso Nacional. "Ex-assessores do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) investigados pelo MP-RJ sacaram, em dinheiro vivo, pelo menos R$ 7,2 milhões. O valor sacado em espécie corresponde a 60% do que os servidores receberam dos cofres públicos fluminenses e é um indício de que havia um esquema de devolução de parte dos salários, a 'rachadinha', no gabinete", aponta reportagem do jornal Estado de S. Paulo.

"As retiradas dos assessores coincidiram com períodos nos quais, segundo o MP do Rio, Flávio pagou despesas usando dinheiro em espécie. O cálculo considera 24 ex-funcionários do atual senador quando ele era deputado estadual no Rio e exclui valores sacados pelo ex-assessor Fabrício Queiroz – que, segundo os promotores, seria o operador do suposto esquema", revela a reportagem. "O principal caso apontado pelos investigadores até agora é o da compra de dois imóveis em Copacabana, na zona sul do Rio, em dezembro de 2012. O parlamentar, segundo suspeita o MP, teria pagado, ‘por fora’, R$ 638,4 mil ao vendedor, enquanto os registros oficiais da compra mostram o valor de R$ 310 mil – pagos regularmente. O então deputado estadual também usou R$ 86,7 mil em dinheiro na compra de 12 salas comerciais, em 2008". Tudo em dinheiro vivo.

37 imóveis

A apuração sobre o patrimônio do filho do presidente Jair Bolsonaro é uma importante linha de investigação do Ministério Público do Rio no escândalo das rachadinhas. As investigações atingem 37 imóveis, distribuídos entre apartamentos e salas comerciais em Copacabana, Botafogo, Barra da Tijuca e Jacarepaguá.

Outros 14 imóveis foram descobertos em nome da ex-mulher do presidente, Ana Cristina Valle, cinco dos quais pagos em dinheiro vivo.

A ex-primeira mulher, Rogéria Bolsonaro, também comprou apartamento à vista e em espécie, quando ainda era casada com Jair Bolsonaro. Em julho último, foi registado em seu nome um apartamento em Brasília, pago à vista, no valor de R$ 470 mil, que servirá de moradia do filho Carlos, atualmente vereador do Rio de Janeiro, conforme foi noticiado recentemente pela revista Cruzoé.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle