Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Flordelis é notificada de processo que leva à cassação


(Fotos Públicas)

Após não ser encontrada na semana passada, nem no gabinete nem no apartamento funcional em Brasília, a Corregedoria da Câmara dos Deputados conseguiu notificar nesta quarta-feira (9) a deputada Flordelis (PSD-RJ) sobre a instauração do processo que poderá levar à cassação do mandato. Ela recebeu a notificação das mãos do corregedor, deputado Paulo Bengston (PT-BA). Flordelis é acusada formalmente pelo Ministério Público do Rio de Janeiro( MP-RJ) de ser a mandante do assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo, do qual teriam participado também sete filhos e uma neta da parlamentar.

Em entrevista após ter sido notificada, Flordelis disse que quer "o mais rápido possível provar" sua inocência. "Estou lutando para isso. Eu estou em Brasília para provar minha inocência. Eu não tenho do que fugir, eu não tenho o que temer, eu não tenho do que me esconder", afirmou.

Pelo regimento da Câmara, ela terá cinco dias úteis para apresentar defesa. Depois, o corregedor terá mais 45 dias úteis para enviar seu parecer à Mesa Diretora. Mas ele disse que espera apresentá-lo em 15 dias, para, em seguida, encaminhar o caso para a comissão e o Conselho de Ética, de onde sairá para ser submetido ao plenário da Câmara. Flordelis, por ter imunidade parlamentar, só poderá ser presa se a maioria absoluta do plenário votar pela cassação.

Filho exonerado e rachadinha

Na terça-feira 98), Flordelis exonerou o filho afetivo, Gerson Conceição de Olveira, que trabalhava no seu gabinete em Brasília. Gerson também é investigado por suspeita de participação no crime. A Justiça havia proibido que ele tivesse contato com Flordelis. No contracheque, Gerson recebia um salário bruto de R$ 15 mil.

Flordelis também foi investigada pela Polícia Civil e o MP-RJ por suspeita de manter um esquema de rachadinha no gabinete, ficando com parte dos salários dos funcionários. As provas foram encaminhadas para a Procuradoria Geral da República.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle