Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Flordelis pede 'pelo amor de Deus' para não ser presa

A prisão da deputada federal Flordelis (PSD) é apenas uma questão de dias, na opinião de vários analistas ouvidos pela imprensa nos últimos dias. Acusada de mandar matar o marido Anderson do Carmo, ela ainda só não está atrás das grades por ter imunidade parlamentar, mas o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que essa semana vai propor à mesa diretora a retomada dos trabalhos do Conselho de Ética, em função principalmente desse caso.

A própria bancada evangélica - agora com 194 parlamentares - já virou as costas para a mulher mais votada no Estado do Rio nas últimas eleições, afastando Flordelis, que é pastora e fundadora da própria igreja, das atividades do grupo, “até que os fatos sejam devidamente apurados e a justiça chegue a uma decisão final”. Ela também foi suspensa pelo seu próprio partido.

À medida em que se aproxima o desfecho previsível de uma cassação, a deputada vai deixando cada vez mais evidente o seu desespero.

Entrevistada pelo jornalista Roberto Cabrini, do SBT, ela confessou que não está preparada para ser presa. Em mensagem pessoal obtida pelo jornal O Globo, Flordelis oferece a real dimensão do seu desespero e pede “pelo amor de Deus” à bancada feminina na Câmara para que não a deixem ser cassada.

“Querem caçar (sic) meu mandato venho aqui pedir a vocês pelo amor de Deus não deixem que façam isso comigo eu juro que vou conseguir provar a minha inocência e que vocês não se arrependerão de me ajudarem”, escreveu Flordelis às colegas da Câmara.

“Eu não fui julgada nem condenada fui indiciada denunciada pela promotoria tenho direito de lutar para provar minha inocência mas se caçarem meu mandato estão me tirando o direito de lutar porque vou para prisão. Não gosto de criticar veículos de imprensa, mas o veículo em questão tem narrativa e sensacionalismo e mentiras. Me deixem solta para lutar e isso só será possível com a não caçassão (sic) do meu mandato. Eu vou conseguir fazer justiça a verdadeira justiça pela morte do meu marido porque nada justifica terem matado ele”, afirmou.


Fotos de Flordelis quase careca contrastam com as que mostram sua coleção de perucas


Desconstrução

A imagem da pastora e cantora gospel, que se notabilizou por haver adotado mais de 50 crianças, está sendo drasticamente desconstruída, tanto pela imprensa quanto pelo público, que tem se manifestado contra Flordelis nas redes sociais. Fotos dela com cabelos ralos e maltratados foram publicadas na internet depois de divulgada a sua coleção de perucas, entre elas uma da mesma marca usada por Beyoncé, que teria custado R$ 8 mil.

Relações promíscuas que existiriam dentro da sua casa, envolvendo filhos e até mesmo visitantes também estão vindo à tona. Ao jornalista Roberto Cabrini ela negou várias das informações registradas no inquérito policial, como, por exemplo, que Anderson do Carmo teria sido seu filho afetivo e genro - ao se envolver com uma das filhas - antes de se tornar seu marido.

No entanto, em matéria levada ao ar na noite deste domingo, o Fantástico apresentou um depoimento dado por testemunha à polícia fluminense, obtido pela TV Globo, revelando que uma filha afetiva do casal teria sido oferecida, como presente sexual, a pastores estrangeiros hospedados na casa deles.

"(A testemunha) lembra que em determinada época (os familiares) receberam a visita de pastores pentecostais estrangeiros. (...) O declarante lembra que, como forma de recepção para os tais pastores, (uma das filhas) foi oferecida sexualmente para os mesmos. Flordelis foi quem fez a oferta", revela a testemunha.

As noitadas do casal em casas de swing e até mesmo um relacionamento sexual entre Anderson e uma filha afetiva - já divulgados pela imprensa - também foram amplamente explorados na matéria da TV Globo, complementando com a conclusão dos investigadores de que havia uma "completa dissociação entre a imagem construída e as práticas do grupo familiar".


Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle