Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Governador Witzel é afastado e Pastor Everaldo, preso


O governador do Rio, Wilson Witzel, ex-juiz federal, foi afastado do cargo por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Após expedição de mandados de prisão pelo STJ, agentes da Polícia Federal saíram da Superintendência na capital fluminense nesta sexta-feira (28) para cumprir os mandados no final da madrugada. Everaldo Dias Pereira, o Pastor Everaldo, presidente do Partido Social Cristão (PSC), partido do governador, foi preso pelos agentes, sob suspeita de participação nos esquemas de corrupção na área de saúde.

O vice, Cláudio Castro, assume o governo. Witzel e a primeira-dama do estado são acusados de se beneficiarem dos desvios na área de saúde.

Witzel foi notificado de seu afastamento no começo da manhã quando agentes chegaram ao Palácio Laranjeiras, residência oficial do governo do estado.

Pastor Everaldo, ex-candidato a presidente da República, foi denunciado pelo ex-secretário da pasta, Edmar Santos, em delação premiada sobre as supostas irregularidades durante a pandemia de Covid-19.

Em sua delação, Edmar Santos afirmou que Pastor Everaldo e o empresário Edson Torres são as figuras influentes no governo de Witzel, especialmente na Secretaria Estadual de Saúde.

Policiais federais chegaram ao apartamento de pastor, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, por volta de 6h da manhã. Pastor Everaldo foi levado direto para a sede da Polícia Federal na Praça Mauá.

Laércio e Filipe Pereira, filhos do pastor Everaldo, também integram o grupo e foram presos.

De acordo com um relatório de inteligência financeira de posse dos investigadores, o pastor Everaldo comprou um imóvel no valor de R$ 2 milhões, usando dinheiro em espécie para pagar parte da transação. O relatório revelou também que a empresa EDP Corretora de Seguros, que tem o pastor e seus filhos como sócios, “realizou dezenas de depósitos em espécie, em valor fracionado, de modo a dissimular o total da movimentação, em atividade típica de lavagem de capitais”.

A Operação Tris in Idem cumpre 17 mandados de prisão, sendo seis preventivas e 11 temporárias, e 72 de busca e apreensão.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle