Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Hospital tinha alertado governo sobre 'catástrofe' iminente


A diretora do Hospital Geral de Bonsucesso, que foi atingido por um incêndio na manhã da última terça-feira (27), já havia alertado o governo federal sobre possíveis “consequências catastróficas”.

Em ofício enviado ao Ministério da Saúde em agosto de 2019 - portanto, há mais de um ano -, Cristiane Rose Jourdan relatou sobre a precariedade do sistema elétrico e pede “providências com a maior urgência possível”.

Na comunicação feita oficialmente pelo hospital federal, a diretora alerta que “o risco de qualquer trágico acontecimento levará o Estado, no caso a União, a responder por omissão específica com grandes prejuízos ao patrimônio público e por danos causados por não se mobilizar e evitar o dano já conhecido".

"A magnitude do risco tem proporções desconhecidas por suas consequências possivelmente catastróficas e implica em abreviação de máxima urgência das providências a serem tomadas", afirma Jourdan.

Três pessoas vieram a morrer após o incêndio. Até o momento, 185 pacientes já foram transferidos para outras unidades hospitalares, 37 receberam alta, sete ainda aguardam transferência.

O Corpo de Bombeiros, ainda nesta quarta-feira, prosseguiu no trabalho de rescaldo. Teme-se que as altas temperaturas que atingiram a Torre 1 possam ter comprometido a estrutura do prédio - o hospital possui seis torres, apenas a número 1 foi tomada pelo fogo.

De acordo com o comandante-geral dos Bombeiros. Leandro Monteiro, o hospital "não estava adequado" e tinha duas notificações e dois autos de infração. A unidade, segundo ele, "não possui certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros”.

Conforma havia informado a instituição, o incêndio começou no subsolo da Torre 1, por volta das 9h45 da manhã, na base das instalações elétricas.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle