Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Líder do PSOL é baleado em carreata do PT, em SP


Anselmo Pires participava de carreata em carro aberto quando foi alvejado, na Grande São Paulo (Reprodução)

Anselmo Pires da Silva Neto, de 54 anos, secretário-geral do PSOL em Guarulhos, foi alvejado no braço quando quando estava em carro aberto no bairro de Jardim Palmira, na periferia da cidade. O dirigente do PSOL fazia carreata na campanha de Elói Pietá (PT), candidata petista que recebe o apoio da sigla de Guilherme Boulos e Luiza Erundina no segundo turno da eleição do município da Grande São Paulo.

Pires discursava sobre a especulação imobiliária e a devastação ambiental na região e foi baleado no braço. Era o primeiro ato público dele em apoio à candidatura do PT em Guarulhos.

"Eu havia acabado de fazer uma fala sobre a especulação imobiliária e a devastação ambiental na periferia de Guarulhos e assim que eu passei o microfone para uma companheira ao meu lado, ouvi um barulho como se pedras estivessem batendo no carro e um baque no braço. Na hora, achei que fossem pedras", afirmou ao UOL o dirigente do PSOL.

"Fizemos assepsia com álcool, terminamos o ato e procurei o 2º DP de Guarulhos, que orientou que eu fosse imediatamente procurar atendimento médico", contou o secretário-geral da legenda de esquerda em Guarulhos .

Em uma unidade básica de saúde (UBS), Pires foi medicado e recebeu curativo apropriado. Um médico da unidade emitiu laudo que afirma que o dirigente do PSOL deve ter sido atingido por um estilhaço ou um projétil de uma arma com munição de chumbinho, que se fragmenta.

O PSOL lamentou o ocorrido e cobrou "investigação urgente", questionando "até quando o Brasil vai conviver com crimes políticos".

Líder do movimento popular por moradia (MTST) em Guarulhos, candidato a vice-prefeito de Guarulhos em 2016 e a deputado estadual em 2018, Pires luta pela regularização fundiária em condomínios próximos à região em que foi baleado e denuncia há anos a especulação imobiliária.

Um dia após ter sido baleado, o dirigente psolista seguiu suas atividades políticas. Neste domingo, protestou no centro de Guarulhos com militantes do partido contra o assassinato de João Alberto Silveira Freitas , homem negro de 40 anos, em unidade do Carrefour em Porto Alegre.

Nesta segunda-feira (23), Anselmo Pires será submetido a a exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Guarulhos.

Polarização faz disparar violência

A corrida para as eleições municipais de 2020 tem sido uma das mais violentas desde a redemocratização nos anos 80. De acordo com levantamento do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC), um candidato é morto no Brasil a cada três dias. Até aqui, são 82 casos de assassinatos por motivações políticas, seja entre candidatos ou militantes - Pará, Paraíba, São Paulo e Rio de Janeiro figuram nas primeiras colocações no ranking de estados mais violentos.

"O aumento da violência entre 2016 e 2020 está relacionado a dois fatores principais: a polarização política, que em seu discurso legitima a violência; e também a participação no pleito eleitoral de candidatos vinculados a organizações criminosas como as milícias , que usam a violência para que opositores não façam campanha em suas regiões", explica Lorenzo Gottardi , executivo público no governo do Estado de São Paulo, gestor de políticas públicas e pós-graduado em Legislativo e Democracia no Brasil pela Câmara Municipal de São Paulo.


Fonte: IG

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle