Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Lobista do Fla no Planalto entre Guardiões do Crivella


Aleksander (1º à direita), guardião de Crivella e lobista do Fla junto ao governo, com Landim e Bolsonaro (Reprodução)

Entre os "Guardiões do Crivella" não há apenas agressores de jornalistas na porta de hospitais. Nomes com algum peso político e influenciadores também fazem parte dos grupos de guardiões que se correspondiam pelo Whatsapp. Aleksander Silvino dos Santos, diretor de relações governamentais do Flamengo e responsável pela interlocução do clube no meio político, é um deles.

Aleksander saiu do grupo nesta terça-feira, provavelmente ao ser descoberto pela imprensa. Segundo o blog da Gabriela Moreira, do Globo Esportes, a entrada dele no grupo é antiga. Questionado, ele disse que seu número foi adicionado sem a sua permissão. Sobre o motivo de ter saído só agora quando o escândalo estourou, o diretor do Flamengo alegou que é "adicionado em muitos grupos" e "eles pegam meu número e adicionam".

Em maio, uma matéria do Uol apresentou Aleksander como "o diretor que aproxima o Flamengo de Bolsonaro e atua nos bastidores" da política.

Apesar de ser conhecido como lobista de pleitos do Flamengo junto a governos, Aleksandrer declarou que "o Flamengo não pode se alinhar à política, o Flamengo é apartidário pelo estatuto".

A jornalista acrescenta, porém, que embora ele diga "que é distante do prefeito Marcelo Crivella, antes de se tornar diretor do clube na gestão de Rodolfo Landim, Aleksander era a pessoa que batia à porta da Gávea, na gestão Eduardo Bandeira de Melo, para pedir doação de ingressos em nome do prefeito".

Mas Aleksander não é único representante do clube da bola entre os Guardiões do Crivella. Outro nome exposto por Gabriela é o do ex-vice presidente de estádios do Botafogo, Anderson Simões, que hoje é subsecretário de Planejamento e Acompanhamento de Resultados da Casa Civil da Prefeitura do Rio de Janeiro.

"Guardiões do Crivella" é uma organização formada em sua maioria por funcionários públicos, regiamente pagos com dinheiro público, que tem como objetivo impedir o trabalho da imprensa junto às unidades municipais de saúde do Rio. A organização foi denunciada por reportagem da TV Globo.

Em razão disso, a Câmara de Vereadores do Rio colocará em votação nesta quinta-feira (3) a admissibilidade de abertura de processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos-RJ).

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle