Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

MP faz busca na casa de Paes, réu pela segunda vez


Paes é acusado pelo MP-RJ de ter recebido R$ 10,8 milhões de propina da Odebrecht, em 2012 (Fotos Públicas)

A dois meses das eleições municipais, agentes do Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro (MP-RJ) cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), em São Conrado, na Zona Sul do Rio, nesta terça-feira. O mandado foi expedido pelo juiz Flavio Itabaiana Nicolau, que aceitou a denúncia do MP-RJ de ter recebido R$ 10,8 milhões de propina do Grupo Odebrecht, tornando o ex-prefeito réu pela segunda vez, agora acusado de crimes de corrupção, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro junto à 204ª Zona Eleitoral. O juiz é o mesmo que mandou Fabrício Queiroz para a prisão e tornou réu o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) no caso das "rachadinhas" na Assembleia Legislativa do Rio.

Além de Eduardo Paes, Itabaiana aceitou também as denúncias contra o ex-executivo da Odebrecht, Benedicto Barbosa da Silva Junior, o marqueteiro de Paes, Renato Barbosa Rodrigues Pereira e seu sócio Eduardo Bandeira Villela.

Os investigadores afirmam que o dinheiro desviado financiou a campanha eleitoral de reeleição à Prefeitura do Rio em 2012 e que entre os dias 4 de junho e 19 de setembro de 2012 Paes recebeu R$ 10,8 milhões das mãos de Benedicto Barbosa da Silva Junior e de Leandro Andrade Azevedo, executivos da Odebrecht. O dinheiro em espécie teria sido entregue a Renato Barbosa e Eduardo Villela, sócio da Prole Serviços de Propaganda, empresa responsável pelo marketing eleitoral de Paes.

Ainda de acordo com o MP, o deputado federal e então chefe da Casa Civil do Município do Rio, Pedro Paulo, coordenador da campanha de Paes, “embora plenamente ciente da natureza ilícita dos pagamentos recebidos, encarregou-se de gerenciar o recebimento da vantagem indevida, especificando a forma como seria destinada e indicando os responsáveis por sua arrecadação”. Pedro Paulo não foi denunciado pelo MP-RJ.

Em março deste ano, Paes virou réu na Justiça Federal por corrupção passiva, fraude em licitação e falsidade ideológica, por supostos desvios de quase R$ 120 milhões nas obras de construção do Complexo de Deodoro para as Olimpíadas de 2016. Na ocasião, Paes negou sua participação.

Nota

Em nota, a defesa do ex-prefeito criticou a busca e apreensão em sua casa dizendo se tratar de uma tentativa de interferência no processo eleitoral. "Às vésperas das eleições para a Prefeitura do Rio, Eduardo Paes está indignado que tenha sido alvo de uma ação de busca e apreensão numa tentativa clara de interferência do processo eleitoral - da mesma forma que ocorreu em 2018 nas eleições para o governo do estado", afirmou, ressaltando ainda que "a defesa sequer teve acesso aos termos da denúncia e assim que tiver detalhes do processo irá se pronunciar".

A candidatura de Paes à Prefeitura do Rio foi lançada na semana passada. O fato de virar réu não o impede de se candidatar ao pleito de 15 de novembro. Pela lei, ele só se tornaria inelegível após condenação em segunda instância.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle