Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Operação Lockdown de Niterói aplica 14 multas em dois dias


Agente testa a temperatura corporal de um motorista em um dos acessos da cidade

Em dois dias de execução da Operação Lockdown, como foi batizada pela Guarda Municipal em sua ordem de serviço, apenas 14 multas foram lavradas pelos agentes públicos, que fazem valer as restrições de circulação em Niterói determinadas pelo prefeito Rodrigo Neves. No valor de R$ 180,00 - podendo dobrar em caso de reincidências -, as multas são revertidas para a Fundação Municipal de Saúde.

Icaraí - epicentro da epidemia na cidade, onde estão concentrados os maiores números de casos confirmados e de óbitos - permanece concentrando o maior contingente de guardas municipais e PMs do programa Niterói Presente, num total de 180 homens divididos em 60 equipes que fiscalizam, rua a rua, os 30 quarteirões mais populosos do bairro, conforme divulgado em detalhes e com exclusividade pelo TODA PALAVRA.

No total, 300 agentes, incluindo fiscais e orientadores de trânsito da NitTrans, participam da Operação Lockdown. Nesta terça-feira (12) as barreiras montadas em sete principais entradas da cidade passaram a testar não só motoristas, mas também pedestres para aferir a temperatura corpórea. As pessoas com indícios de febre são encaminhadas ao atendimento médico.

Esses dois primeiros dias de operação foram comemorados pelo prefeito Rodrigo Neves, anunciando que o nível de distanciamento social está chegando próximo dos 70% desejados.

“Eu gostaria de agradecer a compreensão de todos os niteroienses porque hoje recebi o relatório sobre a adesão ao isolamento social e é comovente ver como a população compreendeu as medidas que está em casa para proteger a si próprio e seus familiares. Tivemos um baixíssimo número de multas na cidade nesses dois dias. Esse bom resultado se deve à conscientização de todos”, ressaltou o prefeito.

O secretário municipal de Ordem Pública, Cel. Paulo Henrique de Moraes, também fez um balanço positivo dos primeiros dias em vigor das novas restrições.

“Estamos bastante satisfeitos com os resultados. Nessa segunda (11), primeiro dia da ação, tivemos apenas 10 autuações em Icaraí, um número que a gente entende como símbolo da aderência da população em um bairro com milhares de moradores. Nessa terça-feira (12), quatro multas foram aplicadas até o momento. Tivemos poucas transgressões e isso demonstra que a população está entendendo todo o cuidado que a prefeitura vem tendo, desde a assistência às populações mais carentes à preservação de empregos”, disse o secretário.

O secretário explica que a operação de fiscalização e checagem de temperatura nas barreiras atendeu à expectativa e está sendo ampliada também para pedestres.

“Fizemos hoje alguns ajustes para reduzir o congestionamento que ontem, talvez por ter sido segunda-feira, foi um pouco maior do que o esperado. Evoluímos para a checagem de temperatura de pedestres, principalmente em pontos de ônibus. A operação avança para as orlas de São Francisco e Gragoatá, além dos bairros de Santa Rosa e Jardim Icaraí. As ações de ordem pública vêm se encaixar nesse conjunto forte de iniciativas que tem como objetivo frear a propagação do vírus para que a nossa retaguarda hospitalar que está sendo ampliada atenda totalmente à população”, explicou Paulo Henrique.

Multas a bancos

Não são, porém, apenas cidadãos infratores que terão de pagar multa. Fiscais da prefeitura de Niterói também estão monitorando os estabelecimentos bancários e autuando aqueles onde as filas não respeitam o distanciamento mínimo de um metro e meio estabelecido por lei em Niterói. Até o momento, oito multas foram aplicadas no valor de R$ 649,66 em agências bancárias que descumpriram a determinação e outras 18 agências foram notificadas.

Os serviços essenciais como supermercados e mercados, padarias (sem lanchonetes), postos de combustíveis (sem conveniência), farmácias e pet shops permanecem abertos e funcionando. As autoridades orientam que seja dada preferência aos serviços de delivery para que a circulação nas ruas seja menor. Na publicação do Diário Oficial foi disponibilizado modelo de autorização de circulação para comprovação de serviços essenciais.


Posts recentes

Ver tudo

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle