Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

PEC propõe acumulação de cargos de pedagogo no RJ


Waldeck argumenta que o trabalho do pedagogo na escolas "é inseparável da docência" / Divulgação

Foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio nesta quarta-feira (16-09) uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do deputado estadual Waldeck Carneiro (PT), que trata da profissão de pedagogo. O objetivo é permitir o acúmulo de cargos públicos remunerados a estes profissionais quando exercerem trabalho de natureza técnico-pedagógica em instituições educacionais estaduais. “Minha PEC quer inscrever na Constituição do Rio o direito à acumulação de cargos pelos pedagogos. O trabalho pedagógico na escola é inseparável da docência e os cursos de Pedagogia no Brasil são licenciaturas. É injusto que eles tenham de desistir de uma matrícula obtida por mérito”, observa Waldeck.


De acordo com Waldeck, que também é professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), pedagogos e pedagogas começaram a ser ameaçados por uma interpretação do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE) de que eles não poderiam ter acumulação de cargos públicos remunerados. “Porém, o Conselho Nacional de Educação definiu que os cursos de pedagogia são de licenciatura, os formados são professores e especialistas em educação, diferentemente de outras licenciaturas especializadas, como matemática, geografia e história, por exemplo, em que os egressos são apenas professores. Portanto, há uma especificidade”, ressalta.


Segundo o parlamentar, estes profissionais da educação estão sendo instados a abrir mão de uma de suas matrículas, o que desorganiza suas vidas profissional e econômica, bem como de suas famílias. “Quando prestam serviço em unidades escolares, os pedagogos atuam na docência, mexem com currículos, avaliação e formação continuada dos profissionais de ensino. Queremos, então, consolidar o direito aos pedagogos que estão em exercício em instituições educacionais de acumular cargos, já que estão exercendo a dimensão docente do trabalho pedagógico”, avalia Waldeck.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle