Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Polícia atrás de traficante que STF mandou soltar e prender


Solto por um habeas corpus, traficante 'André do Rap' estava preso em penitenciária no interior paulista (Reprodução)

Solto por uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, e mandado prender pelo presidente do mesmo STF, ministro Luiz Fux, o traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo, agora está foragido e a polícia tenta prendê-lo novamente. Ele teria fugido para o Paraguai.

Acusado de ser responsável por envio de grandes remessas de cocaína à Europa, o traficante foi libertado imediatamente no sábado da Penitenciária de Presidente Venceslau, no interior paulista, após ter o habeas corpus concedido por Mello. A decisão de Fux, a pedido da Procuradoria-Geral da República, determinando o retorno do traficante à prisão, foi tomada horas depois.

Em nota enviada para a imprensa na manhã deste domingo (11), a Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirmou que agentes da Polícia Civil do estado de São Paulo estão em diligências desde a tarde de sábado (10) para tentar encontrar o traficante.

A decisão do ministro Marco Aurélio Mello foi criticada pelo governador João Doria (PSDB), dizendo que, além de causar perplexidade, foi vista como um desrespeito ao trabalho policial.

​A condenação

André do Rap foi condenado a 15 anos, 6 meses e 20 dias de prisão. Ele recorreu da decisão, emitida em 2013, e ainda não há trânsito em julgado.

O traficante também foi condenado a 14 anos de reclusão, mas, após acórdão do TRF (Tribunal Regional Federal) 3, a pena foi reduzida a dez anos, dois meses e 15 dias, em regime fechado.

Foi mantida a prisão do réu por, entre outros motivos, envolver a apreensão de quatro toneladas de cocaína de tráfico internacional. Em ambos os processos, o ministro concedeu habeas corpus.

No 'Paraguai'

Ao deixar a penitenciária de Presidente Venceslau (SP), o chefe do PCC foi até a cidade paranaense de Maringá, onde pegou um avião particular até o Paraguai, segundo informações do Ministério Público do estado de São Paulo (MP-SP).

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle