Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Projeções apontam 100 mil mortes até agosto


Equipe do ex-ministro da Saúde sempre alertou que o pico da pandemia se situaria entre os meses de maio e junho

Projeções feitas pela equipe do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta apontam que a curva de mortes decorrentes da Covid-19 no Brasil ainda não chegou ao pico. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo neste sábado (6), as projeções apontam que o Brasil deverá superar o número de 100 mil mortes devido à infecção até agosto deste ano.

De acordo com a reportagem, as projeções feitas pelo ex-ministro sempre alertaram que o pico da pandemia no Brasil se situaria entre os meses de maio e junho, alcançando a estabilidade em julho.

“Se o número de óbitos permanecer em torno de 1.300 por dia, como está hoje, o recorde macabro de 100 mil vítimas será atingido nos próximos dois meses”, destaca.

Nas últimas 24 horas foram registradas 1.005 novas mortes pela Covid-19 no país, subindo o número total de óbitos para 35.026. O Brasil registrou nesta sexta-feira (5) 645.771 casos confirmados da doença, um aumento de 30.830 em relação ao que foi contabilizado na quinta-feira (4).

"Acabou matéria do Jornal Nacional"

Causou estranheza a declaração do presidente Jair Bolsonaro ao seri questionado nesta sexta-feira (5) por jornalistas sobre os atrasos na divulgação de dados sobre a pandemia do novo coronavírus. Sem que ninguém fizesse qualquer menção a nenhum órgão de imprensa específico, o presidente disse: "Acabou matéria do Jornal Nacional".

Mais adiante, Bolsonaro alegou que o atraso se devia à necessidade de pegar os dados mais consolidados, mas não explicou por que, por mais de 70 dias, foi possível ao Ministério da Saúde consolidar os dados mais cedo. Bolsonaro também não explicou por que os números que agora são divulgados às 22h constam de uma planilha que atualiza dados até as 19h.

Em seguida, o presidente criticou o jornalismo da Globo e afirmou: "Ninguém tem que correr para atender a Globo".

Propósitos inconfessáveis

A TV Globo divulgou uma nota, respondendo as declarações de Jair Bolsonaro:

"O público saberá julgar se o governo agia certo antes ou se age certo agora. Saberá se age por motivação técnica, como alega, ou se age movido por propósitos que não pode confessar mais claramente. Os espectadores da Globo podem ter certeza de uma coisa: serão informados sobre os números tão logo sejam anunciados porque o jornalismo da Globo corre sempre para atender o seu público", afirma a nota.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle