Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

PSL lança Deuler e soterra candidatura bolsonarista de Jordy


A chapa Deuler-Ceotto foi confirmada em convenção nesta 2a feira do PSL no Praia Clube São Francisco / Divulgação

O Partido Social Liberal (PSL) realizou sua convenção na tarde desta segunda-feira (14) e homologou Deuler da Rocha como candidato à Prefeitura de Niterói. O delegado da Polícia Federal terá Alexandre Ceotto (Republicanos) como vice na chapa. O evento ocorreu no salão nobre do Praia Clube São Francisco.

O resultado da convenção soterrou a possibilidade do deputado federal Carlos Jordy, vice-líder do governo, ser candidato a prefeito de Niterói com o apoio da família Bolsonaro. Embora seja filiado ao PSL, Jordy não conseguiu articular o apoio da cúpula do partido para impor a sua candidatura ao diretório de Niterói. Ele chegou a organizar um grande evento bolsonarista no dia 11 de setembro no clube Canto do Rio, com a presença do deputado federal Eduardo Bolsonaro, o filho 02 do presidente, mas o que seria o palco ideal para o lançamento de uma candidatura majoritária em grande estilo acabou sendo o ocaso de uma estratégia fracassada.

Dois dias antes do evento, outro plano elucubrado por Jordy já havia malogrado: o apoio do Podemos, através de uma articulação costurada com o senador Romário, presidente estadual da legenda, que no início daquela semana havia postado uma foto com Jordy no seu Facebook, no melhor estilo "estamos juntos". Segundo o projeto do deputado, o Podemos seria uma força auxiliar dentro de uma ampla aliança da direita em torno do seu nome como candidato a prefeito, ou, no caso de um plano B se Jordy não conseguisse a legenda do PSL, serviria para lançar a candidatura do delegado aposentado Antônio Rayol como representante da corrente bolsonarista.

No entanto, uma liminar obtida na 6a Vara Cível pelo ex-presidente do diretório municipal do Podemos, Aldemar Furtado, devolveu à antiga comissão provisória o controle do partido na cidade. Aldemar anunciou que alinhará o Podemos dentro do arco de aliança montado pelo prefeito Rodrigo Neves para apoiar o candidato do PDT, Axel Grael, deixando sem legenda Antônio Rayol e mais uma nominata bolsonarista de 32 candidatos a vereador, que, a pedido de Jordy, haviam sido abrigados no partido.


"A direita não tem dono"

Além do Republicanos, o Partido da Mobilização Nacional (PMN) também faz parte da coligação intitulada “Força, Honra e Fé”. O candidato falou sobre suas principais plataformas de governo, caso seja eleito no pleito de novembro.

“Niterói precisa, urgentemente, de uma reorganização. Gasta-se errado e há necessidades a serem resolvidas. Precisa, literalmente, andar. Mobilidade urbana é uma das minhas principais metas, pois temos que desafogar esse trânsito caótico que vivemos diariamente. Outra questão fundamental é a geração de empregos, principalmente após a pandemia de Covid-19. Muitos niteroienses perderam seus empregos. Além disso, como delegado da Polícia Federal, iremos varrer toda e qualquer possibilidade de corrupção que possa se instalar no município”, afirmou Deuler.

O vice-presidente do PSL e deputado federal, Felício Laterça, falou da importância da chapa de direita na disputa eleitoral de Niterói.

“Muitos ficam questionando os candidatos se são armamentistas, se são isso ou aquilo. Eu costumo dizer que existe o lado do bem e do mal. Eu sou do lado do bem. Nossa chapa é do lado do bem. Esses candidatos são do bem, pela família, conservadores e pensam o bem da cidade. E é essa direita que vai mudar Niterói para melhor”.

O deputado estadual Rodrigo Amorim, que também esteve presente, mandou o recado para os que querem ‘dividir a direita’.

A direita não tem dono, não tem estrela. Para aqueles que se dizem donos da direita, aqui eu digo com toda propriedade, essa parcela que votou conosco em 2018, irá dar o voto de confiança para o Deuler e para termos a maior bancada conservadora em Niterói”, disse Amorim.

Perfil

Deuler da Rocha Gonçalves Junior tem 56 anos e é delegado de Polícia Federal há 24 anos, sendo os seis últimos na delegacia de Niterói. Foi superintendente da PF no Amazonas e no Amapá e chefiou o Conselho de Segurança do Meio Norte, a Interpol e as delegacias de Repressão a Entorpecentes, de Crime Organizado e Inquéritos Policiais, de Crimes Contra o Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural, e Marítima, Aérea e de Fronteira.

Ele é formado em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e abriu seu próprio escritório de advocacia após se formar. Ocupou ainda o cargo de técnico processual na Procuradoria da República, para o qual também passou por concurso público antes de ir para a PF. Fez vários cursos, como na Polícia Francesa (Brevet A.E.F.) e na Espanha (Observador de Missões de Paz da ONU).

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle