Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Temendo o STF, bolsonaristas apagam 3,4 mil vídeos no Youtube


Bolsonarista Allan dos Santos, do Terça livre, foi um dos que mais deletaram vídeos fakenews (Reprodução)

Os líderes bolsonaristas acusados de produzir e propagar fakenews e mensagens de ódio contra a democracia e contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso estão batendo em revoada com os vídeos publicados em seus canais no Youtube. As remoções de vídeos fakenews que começaram em maio, após as buscas e apreensões determinadas pelo STF em residências de blogueiros bolsonaristas, se intensificaram e bateram recorde durante o mês de junho após as prisões de líderes e indiciamentos de seus financiadores. No total, foram apagados 3.463 vídeos no mês passado, três vezes mais do que os autores retiraram do ar em maio, segundo levantamento feito pela empresa Novelo, de monitoramento de redes sociais, de acordo com informação do colunista Chico Alves, do UOL.

Os canais que mais apagaram vídeos continuam sendo o Gigante Patriota e o Terça Livre, este, do blogueiro Allan dos Santos, que responde inquérito no STF e chegou a chamar Alexandre de Moraes de "verme imoral". Além da faxina promovida por seus próprios autores amedrontados, o Youtube também interferiu, deletando dois vídeos do canal de Sara Winter, a líder do grupo de extrema direita "300 do Brasil" que ficou presa por 10 dias, por ordem de Moraes.

No Terça Livre, o programa " China e OMS esconderam hidroxicloroquina de você" também foi excluído pelo Youtube, por disseminar desinformação sobre o novo coronavírus.

Segundo especialistas, alguns canais iniciaram atuação em 2015 na campanha pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, e continuaram as campanhas fakenews que ajudaram a eleger Jair Bolsonaro presidente. Os canais mais movimentados chegariam a faturar até 100 mil dólares mensalmente.

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle