Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Vacina de Oxford: revelações de riscos após pressão


(Fotos Públicas)

A farmacêutica AstraZeneca revelou detalhes da terceira fase de testes da vacina de Oxford contra a Covid-19 após receber críticas por falta de transparência sobre os testes de imunizações.

De acordo com The New York Times, os especialistas estavam particularmente preocupados com os testes da vacina da farmacêutica sueco-britânica, porque a empresa havia recusado conceder informações sobre uma "doença neurológica séria" em duas participantes voluntárias do Reino Unido.

O primeiro caso de reações indesejáveis foi detectado há uma semana e meia. A mulher recebeu a primeira dose da vacina antes de desenvolver uma síndrome inflamatória da medula espinhal, conhecida também como mielite transversa.

A empresa não confirmou o diagnóstico no segundo caso de doença após a administração da vacina. Porém, uma pessoa familiarizada com a situação, citada pela mídia, disse que a voluntária registou a mesma síndrome.

Segundo Mark Slifka, especialista em vacinas da Universidade de Oregon de Saúde e Ciência, citado pelo The New York Times, "se existem dois casos, então começa a parecer uma tendência perigosa".

"Caso um terceiro caso de doença neurológica se manifeste no grupo de vacinados, essa vacina pode ser encerrada".

Paul Offit, professor da Universidade da Pensilvânia e membro do comitê de vacinas da Administração de Medicamentos e Alimentos dos EUA, considerou que não está claro como a empresa ou o governo do Reino Unido determinaram que o segundo caso não estava relacionado com a vacina, de acordo com a mídia.

Ele sublinhou que a mielite transversa é uma doença bastante rara, diagnosticada em um em cada 236.000 americanos por ano. No Reino Unido, até o momento, cerca de 8.000 pessoas já foram vacinadas com o medicamento da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.


Com Agência Sputnik

Os anunciantes pagam ao jornal por cada clique dos leitores. Clicando em nossos anúncios você ajuda a manter o TODA PALAVRA sem pagar nada por isso

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle