top of page

2ª Maratona de Niterói reúne dois mil atletas de diversas idades

A 2ª Maratona de Niterói, que aconteceu neste domingo (7/5), reuniu 2 mil atletas de diversas idades. Com apoio da Prefeitura de Niterói por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e do Caminho Niemeyer, a prova teve largada e chegada no Caminho Niemeyer, Zona Central da cidade, com os participantes seguindo até o bairro de Piratininga, na Região Oceânica.

Foto: Mario Touguinho / Divulgação

Roberto Rimes Rosa e Monike Folly Frossard foram os campeões, vencendo a categoria solo dos 42Km. Roberto cruzou a chegada com o tempo de 2h29m40s e Monike com 3h,15m24s. O podium reuniu ainda Ricardo Gomes de Oliveira (2° lugar) e Fabiano Moura dos Santos (3° lugar). No Solo feminino, o 2° melhor tempo foi de Karen Oliveira Krichana e o 3° lugar ficou com Daniela Grosso Gabrielli.


Já nas duplas, Niterói e Baixada Fluminense foram destaques. Vinicius Costa e Ana Carolina Figueiredo foram os campeões da disputa de 42km em dupla mista, enquanto Bryan Mattheus da Silva e Cristiano Carvalho da Silva venceram na dupla masculina.


Cerca de 2 mil maratonistas participaram da programação, que contou, ainda, com revezamento nos 42Km, além do percurso de 5km e a prova KIDs, que aconteceu no sábado. O evento tem organização dos triatletas Karen Casalini e Armando Barcelos.


E parece que Niterói dá bastante sorte para Bryan e Cristiano. É a segunda vez que a dupla da equipe JJ Run vence a principal prova de corrida de rua na Cidade Sorriso.


"Estou muito feliz e satisfeito. Foi uma prova dura, mas conseguimos o bicampeonato, mesmo com a prova mais dura do que a do ano passado. Mas deu tudo certo, graças a Deus", disse Cristiano.

Foto: Mario Touguinho / Divulgação

Ele e Bryan conseguiram, ainda, reduzir o tempo de prova em relação a 2022: foram 02h29m08s, contra 02h43m36s do ano passado.


"Isso é uma consagração. É muito treino diário, alimentação balanceada e fortalecimento muscular. Quem quer um desempenho melhor tem que fazer distâncias longas e treinos de tiros. Esse foi o coroamento de um grande trabalho", explicou Bryan.


Vencedores da disputa de 42km em dupla mista, Vinicius e Ana concluíram o percurso em 02h48m52s e conquistaram pela segunda vez a vitória em Niterói. A dupla, que também conseguiu superar o tempo de 03h04m44s do ano passado, era pura alegria durante a comemoração.


"O segredo para ganhar é treinar bastante e correr com a Ana", brincou Vinicius.


"É sempre boa a sensação de ser campeã. É a segunda vez que participamos e a segunda vez que ganhamos. Somos bicampeões. É uma sensação incrível", afirmou Ana.


Fora do pódio, a Maratona de Niterói teve um gosto de vitória para a moradora de Niterói Carine Alamino. Em tratamento contra um câncer de mama e fumante, ela voltou a se exercitar há pouco tempo e nunca tinha participado de uma competição de corrida de rua.


"Foi surreal. Com a vida sedentária que eu tenho, com a correria do dia a dia de mãe, trabalhando, fumante, durante muito tempo fui sedentária total, então completar os 5km em menos de 50 minutos foi maravilhoso", contou.


Subsecretário da Secretaria de Esporte e Lazer, Robert Vozz participou da cerimônia de premiação e elogiou a participação de todos.


"Mais uma vez o evento surpreendeu. Tivemos muitos inscritos, inclusive de fora da cidade. A produção ficou perfeita. A 3A Eventos arrebenta! A maratona de Niterói já entrou no calendário de eventos esportivos da cidade. É um evento que só tem a agregar", disse.


No Caminho Niemeyer além dos boxs para atendimento aos atletas e toda a estrutura operacional do evento, houve ainda feira de adoção de animais e materiais esportivos, área de alimentação e premiação, brincadeiras infantis, passeio de balão e aulão de zumba e apresentação do saxofonista Gabriel Marambaia.


Sócios-fundadores da 1ª Maratona de Niterói, os triatletas Karen Casalini e Armando Barcellos contam que o número de inscrições superou as expectativas, uma vez que outras maratonas acontecem no mesmo dia no Rio de Janeiro. Eles celebraram o sucesso do evento.


"Gostei muito do evento. Temos algumas poucas coisas para ajustar, mas o percurso deste ano ficou lindo. Recebemos muitos elogios. A galera gostou bastante. A expectativa para o ano que vem é grande. Nós pretendemos aumentar ainda mais o número de atletas e atrações", afirmou Karen Casalini.


Já Armando Barcellos espera pelo menos 3 mil participantes na edição de 2024.


"Foi um excelente evento. Está dentro da nossa meta, de duas mil pessoas, e estamos num caminho bom, uma vez que outras maratonas estão acontecendo hoje. E a nossa meta para 2024 é superar os 3 mil atletas inscritos. Tem tudo para acontecer, porque nós estamos fazendo um ótimo trabalho. O público entende o trabalho que estamos fazendo. O time todo está amadurecendo e de parabéns. A cidade também está amadurecendo em relação aos grandes eventos. Esse é o nosso propósito para a cidade", explicou o ex-triatleta.

Foto: Mario Touguinho / Divulgação

Provas KIDS


O primeiro dia da 2ª Maratona de Niterói foi um show de fofura e bons exemplos, com as provas KIDS e uma vasta programação. Crianças de 2 a 12 anos se divertiram acompanhadas do Homem-Aranha e completaram os percursos, deixando os pais orgulhosos. Morador de Niterói, o ambientalista Felipe Queiroz acredita ser importante incentivar os filhos Felipe, de 3 anos, e Alice, de 4, a praticar atividade física desde cedo.


"É importante a gente educar eles a praticar esporte e ter uma vida mais saudável. Fora que o evento está lindo. É uma manhã de lazer em um ambiente legal, com todo mundo disposto. É sempre bom para as crianças. E é ótimo para a cidade ter um evento assim", disse.


A professora Priscila Pereira Duarte também quer que o filho leve a prática de esporte ao ar livre para o futuro. "É muito importante esse evento para a gente estimular a a prática de esportes, saúde e bem-estar. Eu quero que ele leve isso para o futuro, para a vida deles. Tanto a prática de esporte como levar uma vida saudável", explicou.


E ela está no caminho certo. Pelo menos é o que indica João Pedro Faria, de 10 anos.


"Eu adorei correr. Foi muito maneiro. É a segunda vez que participo e foi muito top. Com certeza vou participar das próximas", afirmou.


Carbono Neutro


A 2ª Maratona de Niterói defende a bandeira da preservação ambiental como a primeira prova desportiva realizada na cidade a aderir à neutralização do gás carbônico produzido durante os dias de evento. Isso foi possível graças a uma parceria da organização do evento com a Secretaria do Clima de Niterói, que incluiu a maratona no programa municipal de carbono neutro desenvolvido pela Prefeitura Municipal.


A empresa Multiledgers ficou responsável por medir a quantidade de gás carbônico emitida durante o evento, principalmente no transporte de toda a equipe envolvida na produção das provas. De posse desse total, são definidas quantas árvores devem ser plantadas para neutralizar o impacto do CO2 no meio ambiente.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page