728x90_2.gif

Moradores são removidos do entorno de barragem no rio São Francisco


Rompimento ocrreu 1 dia depois de abertura da comporta.Darlene Foto: Barbosa/SMV

Cerca de 2 mil pessoas foram retiradas preventivamente de suas casas, em áreas próximas à barragem Jati, no interior do Ceará, depois do rompimento da tubulação ocorrido na sexta-feira (21/8). O Ministério do Desenvolvimento Regional informou que não há registro de feridos e que os moradores foram levados para abrigos, pousadas ou casas de familiares.


O rompimento ocorreu na parte do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco, inaugurado no dia 26 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro. Um dia antes, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, abriu a comporta que libera água da barragem de Jati para o Cinturão das Águas do Ceará (CAC), um sistema do Governo do Ceará que abastece outras cidades do estado, inclusive da Região Metropolitana de Fortaleza.


De acordo com o ministério, o vazamento já foi contido e não há risco de rompimento da barragem. Os moradores só poderão voltar para casa depois da realização de estudos técnicos que comprovem a segurança da obra.

1/3