728x90_2.gif

Alemanha quer evitar notícias falsas


Empresas como o Facebook e Twitter poderão começar a ser punidas na Alemanha caso não apaguem notícias falsas ou discursos de ódio nas redes sociais. O governo alemão está preparando uma ofensiva contra a difusão de conteúdo criminoso nas redes que deverá punir com multas de até 50 milhões de euros as plataformas de redes sociais que não apaguem de maneira suficientemente rápida as notícias falsas ou que tenham por objetivo difundir o ódio.

Segundo a proposta, as redes deverão oferecer "um sistema de reclamações de fácil reconhecimento, acessível e sempre disponível" aos seus usuários, que nem sempre são levados a sérios. Pela proposta, as empresas serão obrigadas a conferir os conteúdos e constatando que eles são falsos, terão obrigação de apagá-los no prazo de 24 horas a sete dias. As noticias obviamente ilegais são as que exigem a imediata intervenção das empresas.

Segundo a Bloomberg News, se a proposta do governo alemão for aprovada pelo parlamento e entrar em vigor, será a mais dura da atualidade para impedir a disseminação de notícias falsas e posts maliciosos. O facebook, por exemplo, tem 29 milhões de usários.

Desde a eleição presidencial americana, que levou Trump à vitória, o Facebook vem sendo acusado de não evitar a disseminação de notícias falsas.

Fonte: O Globo

#RedesSociais #multas

1/3