Lago e Montanhas

Lago e Montanhas

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Cabanas na Praia

Cabanas na Praia

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Roda Gigante

Roda Gigante

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Palmeiras

Palmeiras

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Pela Cidade de Bicicleta

Pela Cidade de Bicicleta

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Minha roupa, minha vida

March 27, 2017

Num momento em que o policialismo corre solto no país, é estranho que ninguém se incomode em investigar a dinheirama que está entrando no Brasil através da chamada “lei de repatriação”.  Entre abril e outubro do ano passado, o governo de Michel Temer arrecadou R$ 46,8 bilhões de dinheiro repatriado pela anistia tributária e penal a pessoas físicas e jurídicas. Apesar de ser chamado de repatriação, o programa não exige que o dinheiro volte ao Brasil. Basta pagar a multa e o IR e o dinheiro fica limpo para ser movimentado regularmente no país.

Vários alertas já foram dados. A lei, primeiramente feita às pressas pelos golpistas e aprovada a toque de caixa na Câmara dos Deputados, é sob encomenda para lavar dinheiro sujo, alertam representantes de auditores fiscais da Receita Federal. Não só através de laranjas, mas também do tráfico internacional de drogas.

Representantes dos auditores percorreram o Governo e o Congresso para alertar que a lei é encomenda para lavar dinheiro sujo com selo de legalidade. Mas todos fazem ouvidos de mouco para não ouvirem os alertas sobre a lavanderia em funcionamento. Até a Lava Jato do juiz Sérgio Moro, dos procuradores e dos delegados “convictos” do triplex de Lula, ao que parece, também não tem sinais auditivos para ouvir denúncias quando “não vem ao caso”.

E os auditores fiscais não são os únicos a denunciar. Até o presidiário e ex-bilionário Eike Batista, diplomado em ganhar dinheiro de múltiplas formas, também revelou em depoimento a seus algozes da Lava Jato que operadores se aproveitaram da lei para “lavar”. Kleber Cabral, presidente do Sindicato Nacional dos Auditores da Receita Federal (Unafisco), em declaração à coluna Informe do Dia, disse que as revelações de Eike Batista são a prova.

E como não há indignações coletivas contra a prática dos golpistas – imagina se fosse a Dilma? -, o Senado, por decisão da maioria, renovou mais uma etapa para a lavanderia, digo, repatriação: aprovou na semana passada, sem panelaços anticorrupção, uma segunda edição do programa, que bem poderia chamar-se “Minha roupa, minha vida”.

Pela lei, políticos e seus parentes não podem aderir ao programa. Num mundo de dinheiro globalizado e um sem número de paraísos fiscais e uma máquina de corrupção a todo vapor, não se pode imaginar que isto lá seja algum impedimento para “lavar”. Tudo sem o menor constrangimento. E sob o silêncio complacente dos grandes grupos de comunicação, que ajudaram a derrubar uma presidente legítima em nome de estancar os dutos da corrupção. Vê-se agora.

 

Please reload

Lago e Montanhas

Lago e Montanhas

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Cabanas na Praia

Cabanas na Praia

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Roda Gigante

Roda Gigante

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Palmeiras

Palmeiras

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Pela Cidade de Bicicleta

Pela Cidade de Bicicleta

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Leia também:
Please reload

Lago e Montanhas

Lago e Montanhas

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Cabanas na Praia

Cabanas na Praia

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Roda Gigante

Roda Gigante

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Palmeiras

Palmeiras

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Pela Cidade de Bicicleta

Pela Cidade de Bicicleta

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle