Lago e Montanhas

Lago e Montanhas

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Cabanas na Praia

Cabanas na Praia

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Roda Gigante

Roda Gigante

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Palmeiras

Palmeiras

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Pela Cidade de Bicicleta

Pela Cidade de Bicicleta

Espaço reservado para anúncios nas editorias

A Petrobras saindo do pré-sal

April 14, 2017

 

O governo federal está avaliando a possibilidade de permitir que a Petrobras desista de áreas do pré-sal após leilões de partilha de produção, se a estatal considerar o lance vencedor muito elevado para sua capacidade financeira, disseram duas fontes com conhecimento das discussões.

 

A regra, que poderá ser incluída em um decreto que regulamentará a lei que dá à Petrobras o direito de preferência de operar áreas do pré-sal, ajudaria a empresa altamente endividada que tem que considerar bem o tamanho de seus investimentos. Ela poderia desistir após ter exercido sua opção.

 

Como operadora de bloco do pré-sal, a Petrobras teria que arcar com 30% do bônus de assinatura. Isso representaria, somente para a empresa, investimentos de pouco mais de R$ 2 bilhões, se ela exercer seu direito de preferência em todas as áreas que o país vai leiloar em 2017, considerando os valores preliminares que o governo espera arrecadar nas licitações.

 

Somente na 3ª rodada do pré-sal, o principal leilão de áreas de petróleo e gás do Brasil previsto para novembro, o governo prevê arrecadar ao todo ao menos US$ 4,5 bilhões em bônus de assinatura, com a oferta de quatro prospectos, segundo estimativa feita pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, nesta semana.

 

Segunda rodada

 

Na 2ª rodada do pré-sal, que o governo quer antecipar de setembro para junho, a expectativa é arrecadar ao menos R$ 3 bilhões.


A demora nas regulamentações de uma lei sancionada em novembro do ano passado, aliás, é um dos fatores que pode atrapalhar os planos do governo de ter um leilão do pré-sal já no primeiro semestre, com a antecipação da 2ª Rodada.

Por enquanto, a legislação prevê apenas que a Petrobras deve se manifestar sobre o direito de preferência antes do leilão, sem incluir o direito de desistência no caso de um lance extraordinário no certame. A regra de desistência, no entanto, disse uma das fontes, valeria para a Petrobras apenas se o leilão registrar disputa e ágio em relação ao bônus inicial.

 

"Vai se buscar equilíbrio entre preservar um direito dado na lei (à Petrobras) e maximizar a competição e os investimentos", afirmou uma das fontes à Reuters, na condição de anonimato.

 

A fonte frisou que a estatal não poderá desistir da área caso não haja disputa e o prospecto seja arrematado sem ágio, como foi o caso da licitação da promissora área de Libra, na 1ª Rodada do pré-sal em 2013.

 

"A Petrobras não vai poder 'despreferir' quando não houver ágio... Senão, ela preferiria todos primeiro e depois escolheria os melhores. Ela também terá que fazer escolhas", afirmou.

 

No caso de a Petrobras desistir do seu direito de preferência, a ideia é que o consórcio vencedor possa confirmar se tem o interesse em ficar com o ativo sem a operação da Petrobras e definir internamente quem seria o operador. Mas, caso o consórcio também desista da área, seria feito um novo leilão, segundo as discussões que ocorrem no governo.

Please reload

Lago e Montanhas

Lago e Montanhas

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Cabanas na Praia

Cabanas na Praia

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Roda Gigante

Roda Gigante

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Palmeiras

Palmeiras

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Pela Cidade de Bicicleta

Pela Cidade de Bicicleta

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Leia também:
Please reload

Lago e Montanhas

Lago e Montanhas

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Cabanas na Praia

Cabanas na Praia

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Roda Gigante

Roda Gigante

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Palmeiras

Palmeiras

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Pela Cidade de Bicicleta

Pela Cidade de Bicicleta

Espaço reservado para anúncios nas editorias

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle