Deputados responsabilizam Pezão


Vinte e dois deputados da Alerj, de 10 partidos, emitiram ontem (o2/05) uma nota responsabilizando o governador Luiz Fernando Pezão pela atuação violenta e ilegal da Polícia Militar nas manifestações contra as reformas Trabalhista e da Previdência, ocorrida no Centro, na última sexta-feira, dia 28 de abril. Na ocasião, manifestantes foram dispersados violentamente com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha. Para o deputado Flavio Serafini (PSOL), que quase foi atingido por uma bomba de gás atirada no palco da Cinelândia onde, naquele momento, fazia uma fala ao público, definiu como arbitrária a ação da polícia no dia do ato: - O que assistimos no dia 28 foi uma ação arbitrária para impedir o livre direito à manifestação. O governador Luiz Fernando Pezão e a cúpula da polícia devem explicações a toda população do Estado - disse Serafini. Os outros deputados que assinaram a nota foram Gilberto Palmares (PT), Luiz Martins (PDT), Luiz Paulo (PSDB), Enfermeira Rejane (PC do B), Comte Bittencourt (PPS), Dr. Julianelli (Rede), Tio Carlos (SD), André Ceciliano (PT), Bebeto (PDT), Carlos Minc, Cidinha Campos (PDT), Eliomar Coelho (PSOL), Marcelo Freixo (PSOL), Jânio Mendes (PDT), Lucinha (PSDB), Martha Rocha (PDT), Paulo Ramos (PSOL), Waldeck Carneiro (PT), Wanderson Nogueira (PSOL), Zaqueu Teixeira (PDT) e Zeidan (PT).

#Pezão #manifestações #violênciapolicial #PM #grevenoRio

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 077 - páginas centrais.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP