728x90_2.gif

O senhor das bravatas


Depoi de trocar ameaças com o líder do regime norte-coreano, Kim Jong-un, trazendo instabilidade não só na Península da Coréia e na Ásia, como em todo o mundo diante de uma possível guerra nuclear, Donald Trump agora volta sua verborreia ameaçadora contra a Venezuela. Depois de soltar mais uma bravata militar, ele se recusou, nesta sexta-feira (11), a atender um telefonema do presidente venezuelano, Nicolas Maduro.

Desta vez, o presidente dos Estados Unidos afirmou nesta sexta-feira (11) que não descarta uma "opção militar" para a crise que assola a Venezuela, país que, em sua opinião, se encontra afundado em uma "bagunça muito perigosa". A informação é da agência EFE.

Trump fez essa declaração no seu clube de golfe em Nova Jersey, após reunir-se com o secretário de Estado, Rex Tillerson; o assessor de segurança nacional, general H. McMaster; e a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley.

#DonaldTrump #CoréiadoNorte #Venezuela #Bravatas

1/3