Niterói rejeita armar a guarda


A posição defendida pelo prefeito Rodrigo Neves, no sentido de armar a Guarda Municipal com poder de fogo, sofreu uma derrota retumbante na consulta popular realizada nesta domingo (29/10). Apesar do baixo quórum - apenas 5% dos eleitores da cidade compareceram às urnas -, a proposta foi rejeitada por mais de 70% dos votantes em uma eleição - organizada pela prefeitura - marcada por problemas nos locais de votação.

O resultado da consulta só foi conhecido às 2h da manhã desta segunda-feira, após apuração dos votos realizada no QG do 12º BPM. Pela manhã, a assessoria de comunicação do prefeito anunciou oficialmente o resultado em uma nota lacônica:

"A Prefeitura de Niterói, a OAB-Niterói e o Conselho Comunitário de Segurança de Niterói informam que 18.991 eleitores de Niterói participaram da consulta pública deste domingo e 70.97% (13.478) decidiram não autorizar o uso de armas de fogo pela Guarda Municipal. Foram 5.480 votos pelo sim (28.85%) e houve 33 brancos e nulos (0.17%)."

O baixo comparecimento às urnas também pode ser explicado pelos inúmeros problemas que aconteceram nos locais de votação, como o mau funcionamento do programa eleitoral contratado pela prefeitura, que não funcionou corretamente em várias sessões eleitorais. Os atrasos verificados para o início da votação em muitas urnas levou eleitores a desistirem de esperar para votar. A participação não era obrigatória.

Embora o Estatuto do Desarmamento autorize os municípios com mais de 50 mil habitantes a dotar suas guardas municipais de armas de fogo, a prefeitura de Niterói quis ouvir a população sobre o tema. No entanto, o próprio prefeito semanas atrás, antes mesmo da consulta, revelara que o município já havia encomendado armas e iniciado o curso de capacitação de um grupo de guardas municipais para o uso das armas de fogo.

#GuardaMunicipaldeNiterói #Consultasobreguardaarmada #RodrigoNeves

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: