Olhar social na ABL de Lucchesi


Ao tomar posse como o mais jovem presidente da Academia Brasileira de Letras em 70 anos, o professor e escritor Marco Lucchesi, 54 anos, disse que em sua gestão a ABL aprofundará a sua preocupação com a questão social. Paralelamente, porém, ele prometeu dar continuidade à agenda de atividades culturais desenvolvida pela Casa de Machado de Assis.

Professor, poeta, romancista, ensaísta, poliglota (fala fluentemente 17 idiomas) Marco Lucchesi é carioca, mas foi criado em Niterói, para onde se mudou com a família com um ano de idade. É membro também das academias Niteroiense e Fluminense de Letras. Deixou a função de tesoureiro, exercida na gestão anterior, para assumir a presidência da ABL eleito por unanimidade.

Lucchesi desenvolve atividades libertadoras com base na leitura, como a criação de bibliotecas em presídios cariocas. Defensor dos direitos humanos, ele vê na literatura um veículo de crescimento e de libertação social. Essa é a visão que pretende imprimir à sua gestão na ABL.

- A Academia pensa na cultura da paz. E olhar para esses jovens não é apenas uma exigência que se espera da Academia, mas de toda a sociedade brasileira - afirmou Lucchesi.

Assista à entrevista feita pela TV Atlântica com Lucchesi no dia da sua posse como presidente da ABL.

#MarcoLucchesi #AcademiaBrasileiradeLetras

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: