245 mil taxistas começam a receber auxílio do governo


(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, 245.213 taxistas habilitados pelas prefeituras começarão a receber o benefício emergencial Bem-Taxista nesta terça-feira (16). A primeira parcela será de R$ 2.000, referente aos meses de julho e agosto. O auxílio será pago somente até dezembro, como no caso do Auxílio-Caminhoneiro, também criado às vésperas das eleições.

Por enquanto, 300.771 motoristas foram cadastrados pelas prefeituras, mas alguns ainda têm pendências no cadastro. O ministério calcula que um total de 333 mil taxistas terão direito a receber o auxílio.

Os números, ainda não fechados, foram apresentados nesta segunda-feira (15) pelo ministro da pasta, José Carlos Oliveira, em entrevista coletiva para esclarecer eventuais dúvidas sobre este benefício e sobre o auxílio concedido a motoristas autônomos.

No caso dos transportadores autônomos, o governo trabalha tendo como referência a base de dados da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), segundo a qual há, no país, pouco mais de 848,3 mil caminhoneiros.

O valor mensal máximo dos dois benefícios é de R$ 1 mil. Esse valor pode ser reduzido, caso a demanda seja maior do que a projetada, de forma a ultrapassar o limite orçamentário de R$ 7,4 bilhões. “O valor teto é R$ 1 mil, mas pode reduzir caso haja um boom de taxistas inscritos, por exemplo”, disse Oliveira. Ele acrescentou que, pelo mesmo motivo, é possível também a redução do número de parcelas previstas.

O motorista que estiver com o CPF pendente de regularização junto à Receita Federal não poderá receber o valor. Além disso, o benefício não poderá ser pago cumulativamente com o auxílio caminhoneiro.

Os caminhoneiros receberam, no dia 9, as duas primeiras parcelas do auxílio.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP