39 operários da Vale ficam presos em mina no Canadá

Atualizado: 28 de set. de 2021


Desde domingo (26), 39 funcionários da Vale estão presos entre 900 e 1.200 metros de profundidade em uma mina subterrânea em Ontário, no Canadá. Segundo a mineradora, os profissionais têm mantido comunicação e estão seguros. A mineradora Vale prevê realizar o resgate o mais rápido possível.

De acordo com a empresa, o acidente ocorreu após uma falha técnica no meio de transporte usado pelos trabalhadores para deixar o subsolo - uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina se desprendeu, bloqueando o "shaft" e, com isso, impossibilitando a saída dos profissionais, que, imediatamente, se dirigiram a uma área construída como refúgio em caso de acidentes.

A Vale divulgou uma nota oficial em que afirma que os “trabalhos de resgate dos 39 empregados da mina Totten da Vale, em Sudbury, Ontário, já começaram”, e informa que a saída dos funcionários confinados será feita “por meio de um sistema de escada de saída secundária com o apoio da equipe de resgate da empresa”.

"Ninguém está ferido, o que é nossa preocupação número um, e os trabalhadores tiveram e continuam tendo acesso a água, alimentos e remédios", disse a companhia.

"Estamos fazendo tudo o que podemos para garantir a segurança desses funcionários e forneceremos novas atualizações assim que estiverem disponíveis", afirmou.

Nos primeiros seis meses de 2021, a mina de Totten produziu 3.600 toneladas de níquel, disse a Vale, acrescentando que a produção na mina está temporariamente suspensa.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif