54 milhões de brasileiros ainda não tomaram dose de reforço


(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Mais de 54 milhões de brasileiros em condições de tomar a dose de reforço ainda não o fizeram, segundo levantamento do Ministério da Saúde. Até o momento, 45,8 milhões de pessoas receberam essa dose adicional.

O levantamento ocorre em meio à discussão levantada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sobre a possibilidade de aplicar a quarta dose da vacina contra a covid-19 em São Paulo.

As doses de reforço podem ser dadas quatro meses após a conclusão do ciclo vacinal. As pessoas devem consultar as secretarias municipais de saúde para se informarem sobre os locais onde essas doses estão sendo aplicadas.

Em entrevista nesta quinta-feira (10), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou a importância da dose de reforço. “É fundamental avançar na dose de reforço. É isso o que vai fazer a diferença. O Brasil tem uma cobertura em torno de 30% de dose de reforço, índice que precisamos ampliar”, declarou.

Na quarta-feira (9), Queiroga criticou o governador de São Paulo, dizendo que a prioridade é avançar na dose de reforço, e anunciou a recomendação de uma quarta dose do imunizante apenas para pessoas imunossuprimidas, isto é, com câncer, HIV ou aids ou que tenham passado por transplante.

Nesta quinta, o Brasil passou a marca de 370 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 aplicadas na população. Desse total, foram 168,8 milhões de primeira dose e 153,9 milhões da segunda dose ou dose única.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg