728x90_2.gif

65% da população apoia manutenção da quarentena, diz pesquisa

Atualizado: 10 de Abr de 2020


O Instituto Paraná Pesquisas divulgou nesta quinta-feira (09/04) a segunda parte da pesquisa nacional sobre como a população está vendo a condução da crise da coronavírus pelo governo federal. E mais uma vez os resultados mostram o presidente Jair Bolsonaro mal avaliado em suas ações. Os dados do levantamento desmentem a afirmação feita pelo presidente na noite de quarta-feira em rede de televisão de que a maioria da população prefere retornar imediatamente às atividades normais.

A grande maioria (65,1%) é a favor do modo como o isolamento social está sendo feito e apenas 31,1% é contra – 3,8% não sabem ou não opinaram. A pesquisa divulgada no início da semana pelo Datafolha, que ouviu 1.511 pessoas, também registrava essa tendência, mas com um percentual ainda maior favorável à quarentena: 76%.

O instituto Paraná Pesquisas também levantou que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta – quase demitido esta semana por Bolsonaro – continua com reputação, junto à população, melhor avaliada que a do presidente. Na pesquisa, a maioria (57,6%) diz também confiar mais nas informações do ministro do que nas informações transmitidas pelo presidente (37,5%), enquanto 4,9% não sabem ou não opinaram. A maioria, também (56,2%), avalia que Bosonaro não vem conduzindo a crise do coronavírus de forma adequada; 38,7% acham que sim – 5,1% disseram que não sabem ou não opinaram.

O universo da pesquisa, realizada nos dias 6 e 7 de abril, abrange a população brasileira através de questionários online, utilizando uma amostra de 2.372 habitantes entre 16 anos ou mais, por sexo, escolaridade, nível econômico e posição geográfica. O levantamento foi feito em 26 estados e o Distrito Federal e em 208 municípios brasileiros.

A margem estimada de erro é de aproximadamente 2% e o grau de confiança de 95% para os resultados gerais, segundo informou o Instituto Paraná Pesquisas.

1/3