A vitalidade do pensamento de Paulo Freire


O ex-presidente Lula (um dos autores do livro) e o ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves com Waldeck


O sucesso do lançamento, pela editora Nitpress, em Niterói e no Rio, do livro “Diálogos com Paulo Freire – tributo ao centenário do Patrono da Educação Brasileira” mostra a força e a vitalidade da obra de um dos mais notáveis pensadores da história da Pedagogia mundial. Pelo menos 650 pessoas compareceram aos eventos na livraria Blooks, em São Domingos, dia 4 de abril, e na Leonardo da Vinci, no Centro da capital, no dia 7 do mesmo mês.

Em Niterói, políticos, escritores, educadores e estudantes participaram do lançamento, que teve, em destaque, a presença do prefeito Axel Grael e sua mulher, Christa. No Rio, um desfile de intelectuais do campo da Educação, além do candidato ao governo do Estado, Rodrigo Neves, e dos deputados Eliomar Coelho e Édson Santos, marcou a apresentação do livro.

Alguns dos 15 autores, cujos textos foram organizados por Waldeck Carneiro, no lançamento da obra


O candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, já havia recebido seu exemplar das mãos do organizador da obra, Waldeck Carneiro, quando esteve no "Encontro Internacional Democracia e Liberdade", na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em 30 de março. “Diálogos com Paulo Freire” traz um depoimento de Lula sobre o educador brasileiro, inclusive seu papel na construção do Partido dos Trabalhadores (PT).

Waldeck, doutor em Ciências da Educação pela Sorbonne e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), reuniu 15 educadores e pesquisadores, que, em nove artigos, esmiúçam a trajetória do Patrono da Educação Brasileira, sua formação, influências, a origem e os desdobramentos de seu pensamento, além de sua ação efetiva na Educação e suas interseções no campo político-ideológico. O prefácio é do sociólogo francês Eric Plaisance e o posfácio de Osmar Fávero, profundo conhecedor do fenômeno Freire.

O catolicismo-humanista de João XXIII e do Concílio Vaticano II, os filósofos do pós-guerra, Frantz Fanon, Ortega Y Gasset, Jaques Maritain, além dos brasileiros Álvaro Vieira Pinto, Gilberto Freyre e Anísio Teixeira, aparecem nas páginas de “Diálogos com Paulo Freire” como elementos que orbitaram em toda a trajetória do educador e tiveram um efeito poderoso na construção de sua pedagogia crítica, voltada para a busca incessante pela justiça social.

“Paulo Freire foi perseguido, preso e expulso do Brasil pela ditadura militar, embora seja o brasileiro mais condecorado da história e reverenciado como um gênio em todo mundo. Hoje, com o avanço da extrema-direita no País, ele volta a ser atacado por grupos, que lutam para que o povo brasileiro continue mergulhado nas trevas da ignorância e do subdesenvolvimento”, analisa o editor da Nitpress, Luiz Augusto Erthal.

Assinam os artigos: Boaventura de Sousa Santos, Édson Pereira Silva, Flávia Monteiro de Barros Araújo, Glória Maria Anselmo de Souza, Iduína Mont’Alverne Chaves, Lia Faria, Lincoln de Araújo Santos (recém-nomeado secretário de Educação de Niterói), Luiz Antônio Botelho Andrade, Maria Rosana Lobo Alves, Márcio Mori, Nelma Alves Marques Pintor, Pablo Silva Machado Bispo dos Santos, Valdelúcia Alves da Costa e Viviane Merlim Moraes, além do próprio Waldeck.

“Diálogos com Paulo Freire”, que foi editado em 2021, ano de seu centenário, é o primeiro livro da coleção “Diálogos com Pensadores da Educação Brasileira”, que a Nitpress publicará nos próximos meses, também sob a organização de Waldeck Carneiro.

“São livros que enfocam o tema da Educação e que colocam a ideia do diálogo em primeiro plano. O diálogo é fundamental para o avanço da reflexão em todas as áreas do conhecimento, mas ele ainda é mais central nas pesquisas científicas, que, para se desenvolver, não podem prescindir das trocas de saberes”, assinala Waldeck na apresentação da coleção.

“Diálogos com Paulo Freire” pode ser adquirido nas livrarias ou no site www.nitpress.com.br.

FICHA TÉCNICA

ARTIGOS/DIÁLOGOS COM PAULO FREIRE

“Pedagogia do oprimido e investigação – ação participativa: epistemiologias do Sul em Paulo Freire e Orlando Fals Borba” – Boaventura de Sousa Santos (doutor em Sociologia do Direito por Yale)

“Entre o poético e o prosaico: o semeador de esperança” – Iduína Mont’Alverne Chaves (doutora em Educação pela USP) e Márcio Mori (doutor em Educação pela UFF)

“Educação, formação, emancipação e autonomia: possibilidades do pensamento de Paulo Freire e Theodor Adorno em tempos de crise” – Valdelúcia Alves da Costa (doutora em Educação pela PUC-SP) e Nelma Alves Marques Pintor (doutora em Ciências da Criança e da Mulher pelo Instituto Fernandes Figueira/FIOCRUZ)

“Quando as utopias se (re) encontram: o pensamento social, educacional e político de Paulo Freire e Darcy Ribeiro” – Lia Faria (doutora em Educação pela UFRJ) e Lincoln de Araújo Santos (doutor em Políticas Públicas e Formação Humana pela UERJ)

“A poética freireana em diálogo com Gaston Bachelard: leitura de mundo e imaginação material da palavra” – Pablo Silva Machado Bispo dos Santos (doutor em Educação-Ciências Humanas pela PUC-Rio)

“Paulo Freire e Humberto Maturana: cum versare” – Luiz Antônio Botelho Andrade (doutor em Imunobiologia pela Universidade Pierre e Marie Curie/Paris VI) e Édson Pereira Silva (doutor em Genética por Wales-Swansea)

“Democracia e Educação brasileira: compromisso político e social no pensamento crítico de Anísio Teixeira e Paulo Freire” – Glória Maria Anselmo de Souza (doutora em Educação pela UFF) e Mara Rosana Lobo Alves (especialista em Educação Básica com ênfase na área de Gestão Escolar pela UERJ)

“Diálogos sobre Democracia e escola pública: o encontro entre Paulo Freire e Florestan Fernandes na Assembleia Nacional Constituinte” – Viviane Marlim Moraes (doutora em Educação pela UFF)

“Formação de professores da Educação de Jovens e Adultos: nexos entre o conceito de capital cultural e a crítica à educação bancária” – Waldeck Carneiro (doutor em Ciências da Educação por Sorbonne/Paris V) e Flávia Monteiro de Barros Araújo (doutora em Educação pela UERJ)

DIÁLOGOS COM PENSADORES DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA (CONSELHO EDITORIAL): Luiz Augusto Erthal, Célia Linhares, Eric Plaisance, Gaudêncio Frigotto, Lia Faria, Luiz Antônio Cunha, Malvina Tuttman, Menga Ludke, Nilda Alves e Waldeck Carneiro.

300x250px.gif
728x90px.gif