top of page

Ação alerta para desaparecimento de menores em ônibus e terminais

Durante o período de festas de fim de ano, verão e férias escolares é preciso redobrar a atenção e o cuidado para evitar o desaparecimento de menores. Por isso, a Fundação para a Infância e Adolescência (FIA-RJ), por meio do Programa SOS Crianças Desaparecidas, iniciou uma ação com o objetivo de prevenir e informar sobre esse tema. A ação é uma parceria do Governo do Rio de Janeiro com o RioÔnibus e com a OnBus.

A campanha foi lançada neste domingo (24/12), véspera de Natal, e vai até o dia 7 de janeiro, exibindo nos ônibus e terminais da Região Metropolitana um vídeo informativo com dicas preventivas para evitar novos desaparecimentos de crianças e adolescentes.


Em 27 anos, quase 4 mil localizados


O banco de dados do Programa SOS Crianças Desaparecidas, que possui 27 anos, já registrou 4.307 casos. Até o momento, 3.753 pessoas sem localizacao definida foram localizadas, o que representa um sucesso de mais de 86% nas ações do programa. Este ano, foram identificadas 90 localizações, permanecendo ainda 11 casos de desaparecimentos em aberto. Ao todo, são 101 casos de desaparecimentos acompanhados até o momento em 2023.


"As parcerias são fundamentais para a mobilização da sociedade e para a localização de crianças e adolescentes desaparecidos. O grande objetivo do SOS Crianças é reduzir, ao máximo, o número de casos ao ponto de atuar prioritariamente em ações de prevenção. Esperamos alcançar expressiva divulgação das dicas por meio desta parceria de sucesso com o Rio Ônibus e a OnBus", comenta Luiz Henrique Oliveira, gerente do programa SOS Crianças Desaparecidas da FIA-RJ.


Para João Gouveia, presidente do RioÔnibus, a parceria anual com a Fundação é mais uma contribuição do sindicato com a sociedade carioca.


"Nosso papel vai muito além de transportar pessoas, priorizamos e prezamos também pela segurança de todos. Ao divulgar as diretrizes de prevenção ao desaparecimento nos painéis dos terminais e nas TVs internas dos ônibus, conseguimos conscientizar mais de 3 milhões de pessoas. Assim, contribuímos para uma cidade mais harmônica e um final de ano mais tranquilo para as famílias", afirmou.


Como registrar um desaparecimento


Tão importante quanto a prevenção, é saber como proceder em um possível caso de desaparecimento. A Lei n° 11.259/2005 (Lei da Busca Imediata) diz que a investigação do desaparecimento de crianças e adolescentes será realizada imediatamente após a notificação dos órgãos competentes. Caso uma criança desapareça, procure imediatamente a delegacia mais próxima de sua residência e registre a ocorrência. Não é necessário esperar 24 horas.


A FIA oferece apoio às famílias na elaboração e divulgação de vídeos e cartazes das crianças desaparecidas; divulgação com a grande rede de parceiros na mídia e nas redes sociais, além do atendimento psicossocial. Após a localização, o apoio é continuado por meio de atendimento psicossocial e dos encaminhamentos necessários para as outras políticas (saúde e educação, entre outros).


Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro


Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page