top of page

Acidente entre ônibus e trem em Japeri deixa 19 pessoas feridas


Momento em que o trem e o ônibus se aproximam antes da batida (Reprodução)

O choque entre um trem de passageiros e um ônibus deixou 19 pessoas feridas no fim da madrugada desta terça-feira (18), em Japeri, região metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo a Supervia, concessionária que opera o serviço de trens no estado, por volta das 4h35 o ônibus avançou o sinal em uma passagem de nível e foi atingido pelo trem.


A Supervia divulgou um vídeo em que mostra o momento do acidente. É possível perceber que um sinal sonoro alerta para a passagem do trem, que se aproxima buzinando. A imagem mostra os passageiros do trem saindo dos vagões depois do choque.


O Corpo de Bombeiros informou que socorreu quatro pessoas. Duas foram levadas para o Hospital Municipal São Francisco Xavier, em Itaguaí, e outras duas para o Hospital Geral de Nova Iguaçu. Itaguaí e Nova Iguaçu ficam, assim como Japeri, na Baixada Fluminense. A prefeitura de Japeri, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informou que recebeu no Hospital Municipal de Japeri 15 pacientes. Dez foram liberados ainda pela manhã.


Circulação de trens é suspensa

A circulação de trens no ramal teve de ser suspensa. Em nota, a Supervia informou que a passagem de nível estava regular, com sinalizador e sinais sonoros e visuais, conforme exigências da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).


“De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (Lei Federal nº 9503/97), os trens têm preferência de passagem em relação aos demais veículos. Buscar sinais de aproximação dos trens é uma conduta prudente e necessária que deve ser adotada por todos ao atravessar a linha férrea”, disse a concessionária em nota.


Acrescentou que “os trens são grandes e pesados e, por isso, não conseguem parar imediatamente após o acionamento da frenagem. A uma velocidade de 80km/h, por exemplo, depois de acionada a frenagem de emergência, o trem percorre aproximadamente 290 metros até parar completamente”.


A Transportes Blanco, empresa do ônibus envolvido no acidente, informou que colabora com a investigação da polícia que indicará as causas do acidente. A empresa também abriu um procedimento interno para apurar a conduta do seu motorista, uma vez que mantém treinamentos regulares a seus profissionais.


A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) abriu boletim de ocorrência para apurar as circunstâncias do acidente. “Uma equipe de fiscalização foi para o local do abalroamento. Meios, sistemas e equipamentos serão analisados pelos técnicos da agência reguladora, como o funcionamento da sinalização luminosa e sonora”, disse em nota.


Fonte: Agência Brasil

Comentarios


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page