728x90_2.gif

Acidente na Alameda: motorista pode responder por dois crimes


Foto: Divulgação

O motorista do caminhão guindaste que provocou um acidente com dois ônibus e três carros de passeio na Alameda São Boaventura, no Fonseca, na noite de terça-feira (6/7), poderé responder a pelo menos dois tipos de crime. Ao todo, 16 pessoas ficaram feridas e uma morreu.


O acidente aconteceu na pista sentido Centro de Niterói, quando o veículo perdeu o controle devido a um problema no freio e avançou em velocidade sobre os veículos que aguardavam o sinal abrir. A aposentada Sandra Regina Gomes Gouvea, de 70 anos, foi a vítima fatal do caso. O marido dela está internado em estado grave no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal).


Além do marido de Sandra, outras quinze pessoas ficaram feridas no episódio. Algumas delas foram encaminhadas ao Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, que fica há poucos metros do local onde ocorreu o acidente, e outras para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em São Gonçalo. Todas já foram liberadas das unidades de saúde, sem risco de vida e por apresentarem ferimentos leves.


O caso foi registrado na 78ª DP (Fonseca), onde o carro foi periciado. O guindaste que causou o acidente também passou por perícia e foi encaminhado para um galpão em Duque de Caxias, na Baixada Flumienense. Um dos ônibus envolvido no acidente deixou a delegacia ainda nesta manhã.


O veículo era de uma empresa privada de transportes. Em nota, o grupo Geize Transportes informou que está "profundamente abalado com a tragédia". "Quanto a nós, não mediremos esforços para auxiliar e dar apoio a todos os envolvidos neste acidente, bem como seus familiares. São momentos difíceis, mas estaremos presente a todo momento atuando para, de alguma forma, diminuir os danos provocados pelo acidente", diz um trecho da nota.


O homem de 36 anos que dirigia o veículo poderá responder pelos crimes de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e lesão corporal culposa, segundo informações de agentes da 78ª DP (Fonseca). O motorista havia feito o exame toxicológico na noite de ontem (6/7), que deu negativo para o uso de substâncias alcoólicas.


O condutor do veículo foi ouvido ainda ontem pela polícia, que disse que o acidente ocorreu depois que os freios do guindaste não funcionaram. Por ter prestado socorro às vítimas, ele foi liberado da delegacia após prestar depoimento.

1/3