top of page

Adeus a Pelé tem presença de Lula, comoção e aplausos


(Foto: Ricardo Stuckert)

O velório do Rei e único jogador de futebol três vezes campeão do mundo Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, terminou na manhã desta terça-feira (3), sob aplausos e muita comoção popular na vila Belmiro, em Santos (SP). Mais de 230 mil torcedores prestaram as últimas homenagens ao ídolo mundial.


Uma hora antes do término da cerimônia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou para dar o último adeus ao Rei do Futebol. Acompanhado da primeira dama Rosângela da Silva, a Janja, e Márcio França, ministro de Portos e Aeroportos, Lula ficou ao lado do corpo do ex-jogador durante uma oração em área reservada a familiares e autoridades, que durou aproximadamente 20 minutos.


Algumas horas depois, o presidente divulgou um vídeo e uma mensagem de despedida em seu perfil oficial no Twitter. No depoimento gravado, Lula também relembrou dos tempos em que o Timão, seu time do coração, era freguês do Peixe.


"Olha, quem vai falar do Pelé agora não é o presidente da república. É um torcedor do Corinthians que foi assistir muito jogo do Santos contra o Corinthians e que viu o Corinthians perder muito jogo. E me parece que o Pelé tinha uma obsessão de derrotar o Corinthians, ele tinha uma obsessão de ganhar do Corinthians. Então, foi um período de 15 anos muito sofrido para os corintianos, mas tinha uma coisa muito importante no Pelé: ele obrigava a gente a ir em qualquer lugar assistir um jogo de futebol. Acho que o Pelé simboliza tudo aquilo que é ascensão da espécie humana. Ele foi um jogador que muito jovem ganhou um protagonismo extraordinário e a coisa mais fantástica é que Pelé nunca ficou mascarado, nunca ficou de nariz empinado, sempre foi um cidadão humilde que conversava de igual para igual. Ele foi muito especial”.

Após uma cerimônia aberta ao público às 10h da última segunda-feira (2), o caixão com o corpo do jogador saiu em cortejo no carro do Corpo de Bombeiros até o Memorial Necrópole Ecumênica, onde foi enterrado após uma cerimônia restrita a amigos e familiares.

(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Além do presidente da República, também estiveram presentes na cerimônia o presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Gianni Infantino; o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues; o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), Alejandro Domínguez; e jogadores e ex-jogadores do Santos.


Pelé morreu na última quinta-feira (29), aos 82 anos, após uma longa batalha contra um câncer de cólon. Ele estava internado desde 29 de novembro no hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP).

댓글


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page