top of page
banner natal 450 anos niteroi 728x90 TODAPALAVRA.jpg

África do Sul sedia 10ª Reunião de Ministros da Educação do BRICS

A 10ª Reunião de Ministros da Educação do BRICS foi realizada na província de Mpumalanga, na África do Sul, na quinta-feira, 13 de julho. A reunião contou com a presença do Ministro de Educação Superior, Ciência e Inovação da África do Sul, de Ministros da Educação e de delegados do Brasil, Rússia, Índia e China. O tema do evento foi: "Educação e treinamento responsáveis e relevantes no contexto global de hoje". A conferência também contou com a participação da Namíbia, país especialmente convidado.

Representantes do Brasil na 10ª Reunião de Ministros da Educação do BRICS / Ministério da Educação

As Reuniões de Educação do BRICS estão sendo realizadas em preparação para a 15ª Cúpula de Chefes de Estado do BRICS, na qual a delegação da República será liderada pelo Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, em agosto de 2023.


Após a décima reunião, os Ministros da Educação do BRICS discutiram e adotaram a Declaração Ministerial, que assume compromissos firmes em oito áreas temáticas identificadas como prioridades para os estados membros do BRICS no campo da educação e treinamento, segundo informa o site oficial do governo sul-africano.


Essas áreas incluem mudanças climáticas, empreendedorismo e desenvolvimento de habilidades em um mundo em transformação, incluindo cooperação em educação digital, reconhecimento mútuo de qualificações, jovens fora da escola, análise do mercado de trabalho, classificação global de universidades e sistema de avaliação de qualidade e desenvolvimento da primeira infância.


A Universidade da Rede BRICS e a Aliança BRICS para Cooperação em Educação e Treinamento Técnico e Profissionalizante foram realizadas paralelamente a essas reuniões. Esses eventos resultaram na adoção de declarações nas quais os países participantes se comprometeram a trabalhar juntos em questões de interesse comum para a prosperidade dos países do BRICS.


O objetivo da declaração é aprofundar a cooperação e os intercâmbios para aumentar a capacidade de resposta e a relevância da educação e do treinamento no contexto global atual entre os estados membros do BRICS.


A Declaração Ministerial baseia-se em uma visão compartilhada de respeito e compreensão mútuos, igualdade, solidariedade, abertura, inclusão e consenso. Na declaração, os estados membros assumiram os seguintes compromissos:


– compromisso com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 13 da ONU para combater as mudanças climáticas e seus impactos. A reunião propôs ações ousadas com o objetivo de aumentar a educação e a conscientização pública nos respectivos países membros, criando capacidade humana e institucional para a mitigação das mudanças climáticas, adaptação, redução de impacto e sistemas de alarme precoce;


– desenvolver o empreendedorismo em todos os níveis de educação e treinamento nos estados membros do BRICS e equipar os alunos com as habilidades necessárias para considerar o trabalho autônomo como um caminho de carreira valioso;


– implementar programas relevantes para jovens fora da escola, empregando jovens e integrando-os ao mercado de trabalho. Isso envolve o uso de uma série de medidas, como microcrédito, novos cursos para desenvolver habilidades, especialmente em inteligência artificial, aprendizado de máquina, serviços bancários e varejo;


– usar dados do mercado de trabalho para identificar as habilidades exigidas pela economia de um país e informar a elaboração de programas, alinhando-os, assim, com as necessidades dos empregadores e equipando os alunos com as habilidades e os conhecimentos necessários para serem bem-sucedidos em suas carreiras escolhidas.


– melhorar a qualidade e a cooperação internacional no ensino superior e no treinamento por meio do reconhecimento mútuo de qualificações, de acordo com a Agenda Global de Educação 2030


– facilitar o intercâmbio de ideias e experiências entre os estados membros do BRICS em atividades para equipar os alunos com habilidades preparadas para o futuro por meio do aprendizado multivariável, a fim de prepará-los para o mundo do trabalho em constante mudança


– melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem no estágio de desenvolvimento da primeira infância do sistema educacional e integrar esses processos aos currículos para estimular o interesse dos jovens em assuntos de alta tecnologia, como matemática e astronomia.

TV BRICS

Participação do MEC


O Ministério da Educação do Brasil (MEC) enviou delegação para participar da Reunião de Ministros da Educação do BRICS e da Reunião de Altos Funcionários de Educação. Estiveram presentes à décima edição do evento, na África do Sul, a secretária de Educação Superior (Sesu) do MEC, Denise Pires de Carvalho, que representou o Ministro de Estado da Educação, Camilo Santana; o assessor especial, Thomaz Alexandre Mayer Napoleão; e a chefe de Divisão da Assessoria Internacional, Natália Cabral do Rego Barros. A Assessoria Internacional é responsável por coordenar as atividades do setor educacional do BRICS no Brasil, bem como por representar o país na Reunião de Altos Funcionários do BRICS.


Os países do BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul reconhecem a importância da cooperação no campo da educação para enfrentar problemas como a saúde global e os desafios econômicos. Além disso, desde que os países se comprometeram a alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 (SDG 4), que visa "assegurar uma educação de qualidade inclusiva e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos", os países do bloco tomaram várias iniciativas para aprofundar sua cooperação no campo da educação.


A secretária de Educação Superior do MEC, Denise Pires de Carvalho, afirmou no evento que era uma honra discutir no Brics os principais avanços da educação brasileira e como o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Ministro de Estado da Educação, Camilo Santana, e sua equipe estão trabalhando para a melhoria educacional no Brasil.


Segundo ela, a cooperação, a humanidade, a solidariedade e o meio ambiente são cruciais para a vida atual. “Temos que trabalhar juntos por um mundo melhor para as gerações futuras. Reforço que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva está profundamente comprometido em revitalizar o engajamento do Brasil com os BRICS. Tenho a certeza de que será um encontro frutífero”, observou.


Denise Pires de Carvalho também informou que na Rússia existem 16 universidades brasileiras e 42 convênios com o Brasil, na Índia são 18 universidades brasileiras e 28 convênios, na China 26 universidades brasileiras e aproximadamente 80 convênios, e na África do Sul há 12 universidades brasileiras e 17 convênios.


Reuniões


A África do Sul, como anfitriã do BRICS em 2023, foi encarregada de organizar e sediar as reuniões e atividades do setor educacional do BRICS neste ano. A Reunião Ministerial é precedida pela Reunião de Altos Funcionários de Educação do BRICS. As reuniões também abordam tópicos específicos, como mudança climática; ranking global de universidades; desenvolvimento de empreendedorismo e habilidades para um mundo em transformação; jovens fora da escola e desenvolvimento da primeira infância; inteligência do mercado de trabalho; e reconhecimento mútuo de qualificações.


Como agrupamento, o BRICS tem caráter informal, ou seja, não possui um documento constitutivo ou um secretariado fixo, mas tem uma relevante importância política e interação ativa entre seus países membros. O BRICS é um espaço para diálogo internacional, nas plataformas multilateral e bilateral, a partir da identificação de pontos de convergência e da troca de experiências e contato entre os países, com presidência rotativa anual. Dentre as grandes áreas que formam parte desse diálogo está a Educação, cujos encontros temáticos ocorrem desde 2013, a fim de facilitar a cooperação estre os países emergentes nessa seara.


Fontes: TV BRICS e Ministério da Educação (MEC)



Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner natal 450 anos niteroi 300x250 - TODAPALAVRA.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page