Alunos de Niterói disputam etapa estadual da Olimpíada de Robótica

Eles ganharam 1º lugar na etapa regional da 16ª Olímpiada Brasileira de Robótica e agora vão em busca do título estadual. Quatro estudantes do Colégio Municipal João Brazil, no Morro do Castro, Zona Norte de Niterói, estão ansiosos para mostrar suas habilidades neste sábado (27/8), quando acontece a etapa estadual da competição no Colégio Militar, no Rio de Janeiro. Os alunos fazem parte do Projeto Robótica Educacional desenvolvido na escola João Brazil.

Foto: Lucas Benevides / Prefeitura de Niterói

O tema deste ano da Olímpiada Brasileira de Robótica foi “Construção de robôs autônomos para resgate de vítimas em condições de desastre ambiental”. A equipe, formada pelos estudantes do sexto ano Artur Campos, de 13 anos, Emanuely Ribeiro e Júlia Guedes, ambas com 11 anos, e Kaíky Ribeiro, de 12 anos, foi orientada pelos professores Carlos Henrique Jorge e Evelyn Crespo. Eles apresentaram o Robô Ultron, que ultrapassa obstáculos, encontra as vítimas e as transporta para um lugar seguro em caso de local onde tenha acontecido desastre ambiental.


Segundo o professor Jorge, um dos idealizadores do Projeto Robótica e professor de matemática e de robótica com formação em tecnologia, o projeto busca a formação do estudante em montagem de protótipos e automatização, programando os robôs para se tornarem autônomos.


“O projeto é uma interdiciplinalidade entre a Educação Física e a Matemática e é voltado para eventos científicos que incentivam a construção e programação de robôs”, afirma.


Emanuely está no projeto desde 2019 e diz que está se preparando muito para a competição.


“O projeto vai me ajudar a realizar o sonho de ser engenheira mecatrônica”, conta.


Artur está confiante, mas afirma que só em competir já está muito feliz.


“Eu quero me formar em medicina”, planeja.


Já Kaiky sonha em ser cientista e Júlia quer seguir os passos da professora e uma das responsáveis pelo projeto: ensinar os alunos a montar robôs. Os quatro são considerados cientistas-júnior pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.


Maior da América Latina


A Olímpiada Brasileira de Robótica é a maior da América Latina e abrange escolas públicas e particulares de todo o Brasil. Para a orientadora Evelyn, ganhar a etapa regional foi uma consequência do trabalho, pois o projeto na escola vai muito além de competição, já que traz a formação de valores, o espírito de equipe e a possibilidade de aprendizagem na prática.


“ A grande relevância do projeto é mostrar que em uma comunidade como o Morro do Castro, com vários tipos de dificuldades, existem muitos talentos e que estão brilhando”, contou.


O Projeto Robótica Educacional é orientado pela Coordenação de Mídias e Novas Tecnologias da Secretaria Municipal de Educação. Segundo a Coordenadora Carla Sena, o projeto vem mostrando o quanto é importante o investimento nessa área.


“Oportunizar aos alunos a experiência com a robótica é uma forma de propiciar a construção da autonomia e do protagonismo através da resolução de problemas. Neste desafio já são vencedores e agora colhem os frutos de seus estudos, esforço e determinação, vencendo a etapa regional com grande expectativa para a etapa estadual. Já estamos orgulhosos dessa equipe!”, ressalta.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif